segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Inter vence Criciúma por 3 a 2 e amplia vantagem na liderança

O Internacional conquistou mais uma importante vitória fora de casa na luta pelo retorno à Série A! Na tarde deste sábado, bateu o Criciúma por 3 a 2, no Heriberto Hülse, e chegou aos 61 pontos na liderança isolada, ficando a cinco de distância do vice-líder e a dez do quinto colocado. O time colorado chegou a fazer 2 a 0, com gols de Maicon (contra) e Víctor Cuesta, mas cedeu o empate ainda no primeiro tempo. Na etapa final, aos 38min, Carlos, que recém havia entrado no lugar de William Pottker, marcou o gol da vitória na partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O próximo jogo é no Beira-Rio, contra o Ceará, no dia 28 de outubro (sábado), às 17h30.


Fotos: Ricardo Duarte

Danilo Silva (E) e Víctor Cuesta comemoram segundo gol


Fulminante, Inter faz 2 a 0

Apoiado por cerca de 4,5 mil colorados, que lotaram o espaço no Heriberto Hülse, o Inter impôs o seu futebol. Com a marcação alta e boa troca de passes, abriu o placar cedo. Aos 5min, Leandro Damião recebeu lançamento milimétrico de D'Alessandro e, da ponta-direita, cruzou rasteiro para a área, onde Eduardo Sasha aparecia para concluir a jogada. Na tentativa de interceptar a bola, o zagueuro Maicon Silva acabou marcando gol contra.

Com intensa movimentação, o Inter seguiu envolvendo a defesa adversária e, aos 14min, ampliou a vantagem. E foi um gol com sotaque argentino: D'Alessandro cobrou falta da direita, Víctor Cuesta cabeceou para a defesa parcial de Luiz e, no rebote, o próprio zagueiro chutou para fazer 2 a 0. Foi o quarto gol de Cuesta pelo Inter.


D'Alessandro estava em mais uma jornada inspirada com a camisa 10 do Clube do povo. Aos 25min, o capitão chutou, de perna direita, e obrigou o goleiro Luiz a espalmar para a linha de fundo. D'Ale cobrou o escanteio e quase marcou um gol olímpíco. A bola acertou a trave!

Desestabilizado com o placar adverso, o Criciúma cometivas sucessivas faltas, muitas delas desleais. Aos 28min, Barreto, que já havia recebido o cartão amarelo, deu um carrinho imprudente e acertou o lateral Alemão. Merecia ser expulso, mas o árbitro contemporizou.

Criciúma desconta
Aos 32min, o time catarinense descontou, em desvio de cabeça de Edson Borges após cobrança de falta. A partir de então, o jogo ficou truncado, concentrado no meio-campo e com poucas investidas no ataque. Aos 42min, Uendel arriscou da entrada da área - a bola desviou em Nino e passou, com perigo, por cima do gol do Tigre.

Empate em cobrança de pênalti

O segundo tempo começou com os donos da casa pressionando em busca do empate. Aos 12min, Silvinho invadiu a área, Danilo Silva tentou o desarme e o atacante acabou caindo. Pênalti marcado pela arbitragem. Silvinho bateu e igualou o placar.

Camilo e Carlos saem do banco para decidir

O panorama da partida estava complicado para o Inter, que encontrava dificuldades para concluir em gol e via o Criciúma especular no ataque. Com isso, o técnico Guto Ferreira buscou novas alternativas para o time. Aos 27min, Camilo ingressou no lugar de D'Alessandro e, aos 37min, Carlos entrou na vaga de Pottker. E logo no seu primeiro minuto em campo, o atacante marcou o gol da vitória: Carlos recebeu ulançamento de muita qualidade de Camilo, dominou a bola no interior da área e chutou na saída de Luiz para fazer 3 a 2! Foi o sexto gol do camisa 11, que comemorou às lágrimas junto aos companheiros! Nada mais tirava a vitória do Inter em Santa Catarina!

Atacante Carlos emocionou-se na comemoração do gol da vitória em Criciúma

Ficha técnica:

Criciúma (2): Luiz; Maicon Silva, Nino, Edson Borges e Diego Giaretta; Barreto (Douglas), Ricardinho (Fabinho), Caique (João Henrique) e Alex Maranhão; Silvinho e Lucão. Técnico: Beto Campos.

Internacional (3): Danilo Fernandes; Alemão (Junio), Danilo Silva, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson, D'Alessandro (Camilo) e Eduardo Sasha; William Pottker (Carlos) e Leandrio Damião. Técnico: Guto Ferreira.

Gols: Maicon Silva (contra, I), aos 5min do primeiro tempo, Víctor Cuesta (I), aos 14min do primeiro termpo, Edson Borges (C), aos 32min do primeiro tempo, Silvinho (C), de pênalti, aos 14min do segundo tempo, Carlos (I), aos 38min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Diego Giaretta, Barreto, Nino, Douglas (C); Danilo Silva, Rodrigo Dourado, Carlos (I)

Arbitragem: Wagner Reway, auxiliado por Eduardo Goncalves da Cruz e Fabio Rodrigo Rubinho (trio do Mato Grosso).

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma-SC.

Fonte: Site Oficial do INTER.

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Empate fora de casa contra o Boa Esporte-MG

O Internacional empatou sem gols com o Boa Esporte-MG na noite desta terça-feira, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A partida foi disputada na cidade de Varginha, em Minas Gerais. O resultado mantém o Colorado na liderança isolada, com 58 pontos, a três de distância do vice-líder América-MG e a oito do quinto colocado, o Vila Nova. No sábado (21/10), às 16h30, o Inter enfrenta o Criciúma, em Santa Catarina. No Beira-Rio, próximo jogo é diante do Ceará, no dia 28.

Foto: Ricardo Duarte


Escalação: volante da base ganha chance

Sem poder contar com Edenilson e Eduardo Sasha, suspensos, e Rodrigo Dourado e Leandro Damião, lesionados, o Inter foi a campo com uma formação diferente em Minas Gerais. O volante Jéferson, oriundo do time Sub-23, foi a novidade no meio-campo junto a Charles, D'Alessandro e Camilo. No ataque, Nico López fez companhia a William Pottker, que retomou a titularidade depois de cumprir suspensão automática.

Inter cria boa chance com Nico López

A primeira chance clara de gol foi colorada, aos 8min: Nico López carregou a bola desde a intermediária, passou por três marcadores, entrou na área e chutou para a boa defesa de Fabrício. Pouco depois, Nico cruzou e William Pottker tentou o chute de primeira, mas o arremate foi para fora.

Mineiros tentam surpreender

A partida seguiu truncada, com marcação cerrada e raros espaços em campo. Os donos da casa ameçaram em dois lances seguidos, aos 26min. No primeiro deles, Reis cobrou falta, a bola desviou na barreira e passou à perto da trave esquerda. Na sequência, Escobar cabeceou, com perigo, sobre o travessão.

Cláudio Winck quase marca de cabeça
Aos 36min, D'Alessandro alçou a bola na área em cobrança de falta pela meia-direita e Cláudio Winck apareceu na primeira trave para desviar de cabeça. A bola raspou a trave esquerda. Aos 42min, o Boa Esporte respondeu com um bom chute de Wesley que foi defendido por Danilo Fernandes.

Jogo morno no 2º Tempo

No segundo tempo, o confronto permaneceu morno, com raras investidas no ataque por parte de ambas as equipes. Aos 11min, Ruan avançou pela direita e chutou por cima do gol colorado. O contra-veneno colorado veio aos 14min, em uma bomba de Camilo que passou raspando o travessão. O técnico Guto Ferreira fez mudanças na equipe, colocando Roberson e Carlos nos lugares Camilo e Nico López, respectivamente. No intervalo, Felipe Gutiérrez havia ingressado na vaga de Jéferson. Aos 44min, Pottker entrou na área e sofreu a carga do zagueiro ao tentar o chute, mas a arbitragem não marcou pênalti.

Ficha técnica:

Boa Esporte-MG (0): Fabrício, Ruan, Caíque, Douglas Assis e Paulinho; Escobar, Diones (Lucas Hulk), Fellipe Mateus (Igor Amaral), Reis e Wesley (Rodolfo); Thaciano. Técnico: Nedo Xavier.

Internacional (0): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Víctor Cuesta e Uendel; Charles, Jéferson (Felipe Gutiérrez), D'Alessandro e Camilo (Roberson); Nico López (Carlos) e William Pottker. Técnico: Guto Ferreira.

Cartões amarelos: Camilo, Cláudio Winck, Charles (I); Ruan (B).

Arbitragem: Francisco Carlos do Nascimento, auxiliado por Pedro Jorge Santos de Araujo e Rondinelle dos Santos Tavares (trio de Alagoas).

Local: Estádio Dilzon Melo, em Varginha-MG.

Fonte: Site Oficial do INTER

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Inter vence nona seguida no Gigante e se isola ainda mais na liderança


Jogadores vibram com gol marcado por Leandro Damião: Inter soma 57 pontos na liderança

Invencível em casa! Apoiado pela sua fiel torcida no Beira-Rio, o Internacional bateu o Brasil-Pel por 1 a 0 na noite desta segunda-feira e chegou à nona vitória consecutiva em seus domínios. Leandro Damião marcou o gol no finalzinho do primeiro tempo da partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Logo na arrancada da etapa final, Eduardo Sasha foi expulso, mas o Colorado manteve o domínio e criou chances de ampliar. Agora com 57 pontos, o Inter abriu seis de distância em relação ao vice-líder América-MG, que tem uma partida a menos que será disputada somente no próximo final de semana.

O Clube do Povo parte para dois jogos fora de casa: contra o Boa Esporte-MG, no dia 17 (terça-feira), e diante do Criciúma, dia 21. No Gigante, a próxima partida é contra o Ceará, dia 28 de outubro.

Jogo duro no Gigante

Diante de quase 25 mil torcedores, o Inter tomou a iniciativa na partida desde os primeiros minutos. O time de Guto Ferreira tinha mais posse de bola, criava jogadas ofensivas, mas esbarrava no ferrolho armado pelo Xavante. A forte marcação apresentada por ambas as equipes também deixava o duelo truncado, com muitas faltas e alguns desentendimentos entre os jogadores. Foram distribuídos oito cartões amarelos somente no primeiro tempo, cinco deles para atletas do Brasil-Pel.

                                                      Quase 25 mil colorados estiveram ao lado do time em mais uma vitória no Gigante

Aos 10min, William Pottker recebeu lançamento, invadiu a área e chutou para a defesa parcial de Marcelo Pitol. No rebote, Pottker tentou novamente, mas, já sem ângulo, acabou finalizando para fora. Aos 30min, Pottker disparou de fora da área, mas a bola ganhou muita elevação. O Xavante apostava nos contra-ataques, como aos 36min, em chute de João Afonso que foi defendido por Danilo Fernandes.

Damião abre o placar no finalzinho do 1º tempo
No finalzinho da etapa, o Colorado foi para cima com ainda mais intensidade. Aos 44min, D'Alessandro cobrou escanteio, Víctor Cuesta desviou de cabeça e a bola bateu no poste antes de sair pela linha de fundo. Já nos acréscimos, aos 50min, o Inter chegou ao gol. D'Alessandro cobrou falta do lado esquerdo da área e colocou a bola na cabeça de Leandro Damião, que se antecipou à marcação e desviou com qualidade para fazer 1 a 0. Foi o sexto gol do atacante no seu retorno ao Beira-Rio e a 16ª assistência de D'Ale na temporada. Que dupla!


Damião está marcando o seu sexto gol nesta temporada

Mesmo com 10 em campo, Inter empilha chances de gol


Aos 6min do segundo tempo, em uma disputa pela bola no meio-campo, Eduardo Sasha acabou acertando um chute em Éder Sciola e foi expulso. Apesar da desvantagem numérica, o Inter manteve a imposição física e criou diversas oportunidades claras de gol.

Aos 13min, Leandro Damião chutou cruzado, com força, e a bola explodiu no poste direito. O Brasil-Pel ameaçou somente aos 27min, em chute de Rafinha que Danilo Fernandes defendeu com segurança. A resposta colorada foi imediata: Pottker entrou na área pelo lado direito e chutou rente à trave esquerda. Aos 31min, foi a vez de Cláudio Winck acertar a trave.

Só dava Inter! Aos 34min, Camilo, que havia entrado minutos antes no lugar de D'Alessandro, pegou de primeira o cruzamento que veio da esquerda e exigiu boa defesa de Pitol. Aos 44min, Nico López, substituto de Damião, fez grande jogada individual, mas a finalização foi desviada no último momento pela zaga e a bola acabou saindo pela linha de fundo. Foi uma vitória mais que merecida pelo volume ofensivo apresentado pelo Inter em mais uma boa atuação no Gigante!


Fotos: Ricardo Duarte
Ficha técnica:

Internacional (1): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Víctor Cuesta e Uendel; Charles, Edenilson e D'Alessandro (Camilo); William Pottker, Leandro Damião (Nico López) e Eduardo Sasha. Técnico: Guto Ferreira.

Brasil-Pel (0): Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, João Afonso (Rafinha), Calyson e Marcinho; Misael (Juninho) e Lincom (Cassiano). Técnico: Clemer.

Gol: Leandro Damião (I), aos 50min do primeiro tempo.

Cartões amarelos: William Pottker, Víctor Cuesta, Edenilson (I); Marlon, Calyson, João Afonso, Marcelo Pitol, Marcinho, Teco, Leandro Camilo, Leandro Leite (B). Expulsão: Eduardo Sasha (I).

Público total: 24.816.
Pagantes: 21.186.
Menores: 1.725.
Não pagantes: 1.905.
Renda: R$ 523.507,00.

Arbitragem: Elmo Alves Resende Cunha, auxiliado por Bruno Raphael Pires e Cristhian Passos Sorence (trio de Goiânia).

Local: Beira-Rio.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Inter tropeça no Paraná, mas segue na liderança isolada

Depois de uma sequência de 10 vitórias em 11 jogos, o Internacional não conseguiu evitar a derrota por 1 a 0 para o Paraná na noite desta terça-feira, na Arena da Baixada, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Apesar do resultado ruim em Curitiba, o Colorado segue na liderança isolada, com 54 pontos, a cinco de distância do vice-líder, o próprio Paraná. O próximo desafio é contra o Brasil-Pel, na segunda-feira, dia 9 de outubro, às 20h, no Beira-Rio. Os ingressos começam a ser vendidos nesta quarta-feira (4/10) - clique aqui e saiba mais.

Foto: Ricardo Duarte


Desfalques mudam a escalação

O time colorado atuou com uma formação diferente da que havia vencido o América-MG na rodada anterior. A zaga foi formada por Danilo Silva e Léo Ortiz, uma vez que Ernando, submetido a uma cirurgia de hérnia de disco, e Víctor Cuesta, suspenso, ficaram de fora. Cláudio Winck, recuperado de lesão, reassumiu a lateral direita. No ataque, Nico López entrou no lugar de William Pottker, que também cumpriu suspensão automática. O Inter começou com: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Léo Ortiz e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson, D'Alessandro e Eduardo Sasha; Nico López e Leandro Damião.

Inter encara Arena da Baixada lotada
Em uma Arena da Baixada praticamente tomada por quase 40 mil torcedores paranistas, o duelo começou acelerado, com muita disputa pela bola, raros espaços em campo e sucessivas faltas cometidas pelos donos da casa. Bem posicionado, o Inter conteve o ímpeto inicial do adversário e tentou explorar os contra-ataques. Aos 11min, Nico López ganhou da marcação na ponta-direita e cruzou para a área, onde Eduardo Sasha apareceu para cabecear sobre o gol.

Dourado sente lesão e deixa o jogo

Aos 17min, o Colorado teve que queimar a sua primeira substituição: Rodrigo Dourado sentiu lesão e foi substituído por Charles.

Adversário chega com perigo
Aos 19min, Robson chutou da entrada da área e Danilo Fernandes fez boa defesa. Logo depois, Alemão concluiu com perigo, à esquerda do gol colorado.

Resposta colorada em dois lances
Aos 29min, o Inter ameaçou em um chute espetacular de Sasha, de longa distância, que só não entrou no ângulo esquerdo porque o goleiro Richard fez defesa salvadora. Aos 35min, depois de cobrança de falta rápida, a bola sobrou para Charles, que, da pequena área, tentou o cabeceio mas acabou colocando por cima do travessão.

Em lance de bola parada, Paraná abre o placar
Na reta final do primeiro tempo, aos 41min, Renatinho cobrou escanteio e Iago Maidana cabeceou para fazer 1 a 0 para o Paraná.

Damião quase empata
O Inter voltou para o segundo tempo criando chances claras de empatar. Aos 7min do segundo tempo, D'Alessandro cruzou, Leandro Damião se esticou e conseguiu o desvio com o pé que acertou a trave esquerda. Um minuto depois, Cláudio Winck alçou na área e Damião tentou a conclusão de bicicleta, mas a bola ficou nas mãos do goleiro.

Colorado tenta furar o ferrolho

O time colorado tinha mais posse de bola, ocupava o campo de ataque, mas encontrava dificuldade para finalizar em gol. O Paraná, por sua vez, apenas se defendia, sem investir no plano ofensivo, tanto que Danilo Fernandes não precisou fazer nenhuma intervenção significativa na etapa final. Aos 30min, o Inter teve outra boa chance de igualar. Nico López pegou rebote na pequena área e chutou, à queima-roupa, para a boa defesa de Richard. A equipe de Guto Ferreira seguiu rondando a área adversária até o apito final, mas não conseguiu alcançar o gol de empate.

"Sabíamos que seria difícil, mas ainda estamos na liderança. Agora vamos focar no próximo jogo, contra o Brasil-Pel", projetou Leandro Damião.
Ficha técnica:

Paraná (1): Richard; Cristovam, Brock, Maidana e Igor; Gabriel Dias, Vinícius Kiss, Renatinho (Rafael Lucas) e João Pedro (Jhony); Robson e Alemão (Vitor Feijão). Técnico: Matheus Costa.

Internacional (0): Danilo Fernandes; Cláudio Winck (Juan), Danilo Silva, Léo Ortiz e Uendel; Rodrigo Dourado (Charles), Edenilson, D'Alessandro e Eduardo Sasha (Camilo); Nico López e Leandro Damião. Técnico: Guto Ferreira.

Gol: Iago Maidana (P), aos 41min do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Igor, Gabriel Dias, Jhony, Brock, Robson, Richard (P); D'Alessandro, Cláudio Winck (I).

Arbitragem: Leandro Bizzio Marinho, auxiliado por Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marques (trio de São Paulo).

Local: Arena da Baixada, em Curitiba.

Fonte: Site Oficial do INTER

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Inter vence América-MG e lidera o campeonato de forma isolada

Em confronto com adversário direto no topo da tabela de classificação, o Internacional venceu o América-MG por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Edenilson fez 1 a 0, mas os mineiros empataram ainda no primeiro tempo. Na etapa final, Nico López anotou o gol da vitória que deixou o Clube do Povo na liderança isolada, com 51 pontos - abriu três de distância para o vice-líder América-MG e nove em relação ao quinto colocado. No sábado (30/9), o Colorado volta a campo, novamente no Gigante, para enfrentar o Santa-Cruz-PE. Clique aqui e garanta o seu ingresso!

> Os destaques de mais um triunfo no Beira-Rio


Fotos: Ricardo Duarte


Pressão pelo gol

O Inter se impôs desde os primeiros movimentos do duelo com os mineiros. O time de Guto Ferreira tinha mais posse de bola, trocava bons passes e pressionava no campo de ataque. Aos 6min, Eduardo Sasha matou a bola no peito e arriscou o chute de longa distância que quase surpreendeu o goleiro João Ricardo. Aos 10min, Edenilson lutou pela bola nas proximidades da área e fez o passe para Leandro Damião, que chutou cruzado, pela linha de fundo. Aos 19min, D'Alessandro cobrou falta buscando o canto direito e o goleiro defendeu. Aos 25min, Sasha bateu com qualidade e João Ricardo espalmou a bola de forma providencial.

De cabeça, Edenilson faz 1 a 0

O volume ofensivo se transformaria em gol aos 27min, quando D'Alessandro cruzou com perfeição da esquerda e Edenilson cabeceou, entre os zagueiros, para abrir o placar no Beira-Rio. Foi o primeiro gol do volante com a camisa colorada e a 15ª assistência de D'Ale na temporada. O Inter quase ampliou aos 29min: William Pottker pegou rebote e disparou uma bomba por cima do travessão.


Edenilson vibra ao marcar o seu primeiro gol pelo Inter
América-MG empata

Em lance isolado, o time de Minas Gerais empatou o jogo. Aos 39min, Luan entrou na área pelo lado esquerdo e concluiu com qualidade para igualar o marcador.

Recomeço eletrizante

O segundo tempo começou com o Inter chegando com força na frente. Logo a 1min, Alemão, deslocado pelo lado esquerdo, fez grande jogada e cruzou para o cabeceio de Pottker que acertou caprichosamente o travessão. Aos 9min, Sasha finalizou da entrada da área para a defesa de João Ricardo. Aos 12min, o América-MG teve boa chance de virar o placar, mas Danilo Fernandes defendeu o chute à queima-roupa de Edno.

Arbitragem prejudica

Aos 14min, a arbitragem interferiu negativamente no andamento partida. D'Alessandro fez lançamento em profundidade para William Pottker, que entraria livre na área para marcar o gol se o goleiro João Ricardo não tivesse se atirado no corpo do atacante. O árbitro marcou a falta, mas não expulsou o jogador mineiro. O cartão amarelo foi barato demais! A partida ficou paralisada por sete minutos e o goleiro, inclusive, sentiu uma lesão após o choque e precisou ser substituído. Aos 24min, o goleiro Fernando Leal foi exigido pela primeira vez, em chute cruzado de Pottker que foi defendido em dois tempos.

Nico López entra e decide: 2 a 1
Aos 40min, dois jogadores que haviam entrado momentos antes no time - Camilo, no lugar de D'Alessandro, e Nico López, no de Sasha - protagonizaram o lance que resultou no segundo gol. Uendel fez lançamento, Camilo deu uma casquinha na bola com a cabeça e Nico López encheu o pé para acertar o canto esquerdo. O atacante uruguaio comemorou intensamente o seu 15º gol pelo Inter - sacou sua caneleira da meia e mostrou para a câmera da televisão a foto do seu filho, aniversariante nesta quarta-feira, impressa no equipamento de proteção.


Nico López beija caneleira com imagem do seu filho aniversariante na comemoração do gol da vitória
Aos 49min, um susto: Luan chutou e a bola raspou a trave direita. Nada mais mudava o placar final que garantiu a 15ª vitória e a liderança isolada do campeonato!

Internacional (2): Danilo Fernandes; Alemão, Ernando, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson, D'Alessandro (Camilo), William Pottker e Eduardo Sasha (Nico López); Leandro Damião (Charles). Técnico: Guto Ferreira.

América-MG (1): João Ricardo (Fernando Leal), Norberto, Lima, Rafael Lima, Pará, Ernandes, Juninho, Renan Oliveira (Ruy), Matheusinho (Felipe Amorim), Luan e Edno. Técnico: Enderson Moreira.

Gols: Edenilson (I), aos 27min do primeiro tempo, Luan (A), aos 39min do primeiro tempo, Nico López (I), aos 40min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Luan, João Ricardo, Lima, Fernando Leal (A); Víctor Cuesta, D'Alessandro, Uendel, Rodrigo Dourado, Nico López (I).

Total público: 36.038.
Pagantes: 32.685.
Menores: 2.225.
Não pagantes: 1.128.
Renda: R$ 741.017,00.

Arbitragem: Marcelo Aparecido R de Souza, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (trio de São Paulo).

Local: Beira-Rio.

Fonte: Site Oficial do INTER

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Inter vence Náutico por 1 a 0 e reassume a liderança

Família Colorada de Garanhuns-PE

Colorado de Garanhuns - Cônsul Luciano Emiliano

Consulado de Garanhuns marcando presença na Saga em Caruaru

O Internacional foi até Caruaru, no agreste pernambucano, e conquistou mais uma vitória longe do Beira-Rio. Foi na tarde deste sábado (23), quando bateu o Náutico por 1 a 0 no Estádio Lacerdão, com gol de Leandro Damião, e reassumiu a liderança do Campeonato Brasileiro da Série B. Após 25 rodadas, o Colorado soma 14 vitórias e 48 pontos. São oito vitórias obtidas nos últimos nove jogos. Na quarta-feira (27/9), às 19h30, o Inter recebe o vice-líder América-MG, detentor dos mesmos 48 pontos mas com uma vitória a menos. Todos ao Gigante, portanto! [ingressos estão à venda]


Vitória e Liderança!
Novidades no time

Sem poder contar com Cláudio Winck, lesionado, e D'Alessandro, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o Inter teve novidades na escalação: Alemão, recuperado de lesão que o afastou por longo período dos gramados, assumiu a lateral direita; no meio-campo, o chileno Felipe Gutiérrez ocupou a vaga de D'Ale. O restante do time foi o mesmo que venceu o Figueirense na rodada anterior.

Inter mostra suas armas

O duelo no Nordeste começou truncado, com sucessivas faltas cometidas por ambos os lados. Porém, foi o Inter que criou as primeiras chances claras de gol. Aos 6min, Edenilson, de boa atuação, experimentou de canhota, de fora da área, e a bola passou por cima do travessão. Aos 8min, Leandro Damião disparou de longe, o goleiro fez a defesa parcial e o zagueiro Breno cortou de forma providencial, já que Eduardo Sasha aparecia livre para tentar o cabeceio. Na sequência, Uendel cobrou escanteio, Rodrigo Dourado desviou de cabeça no meio do caminho e Víctor Cuesta finalizou com perigo - a bola foi chutada contra o chão, ganhou elevação e acertou a trave direita.

Aos 24min, a primeira investida do Náutico: Diego Miranda concluiu, de dentro a área colorada, para a boa defesa de Danilo Fernandes. Aos 27min, Leandro Damião chutou colocado e Jefferson se esticou todo para defender. Aos 35min, Ernando sentiu uma lesão e precisou ser substituído por Danilo Silva.

2º tempo começa com susto

Logo aos 2min do segundo tempo, Manoel escapou em velocidade pela ponta-esquerda, invadiu a área e tentou o passe para Rafael Oliveira, mas Danilo Fernandes conseguiu intercepar a bola, evitando a conclusão. Dois minutos depois, Uendel chutou cruzado e a bola passou perto da trave esquerda.

Damião abre o placar

Aos 5min, o Inter mostrou a força do seu jogo aéreo: Edenilson cruzou na medida e Leandro Damião cabeceou para fazer 1 a 0! Foi o seu quinto gol com a camisa colorada neste retorno ao Beira-Rio. Ao todo, são 94 gols em 187 jogos. É o 14º maior artilheiro da história do Clube do Povo.

Damião 'lustra' a chuteira de Edenilson, autor da assistência para o gol do centroavante

Colorado segue em cima

A vantagem no placar não arrefeceu o ímpeto do Inter. O time de Guto Ferreira permaneceu no campo de ataque construindo oportunidades claras de gol. Aos 17min, Damião teve o chute bloqueado na marca penal pela zaga e, no rebote, Edenilson chutou desviado para fora. Aos 24min, William Pottker soltou a bomba e Jefferson espalmou para escanteio.

Pênalti, juiz!

Aos 27min, Damião foi agarrado pelo zagueiro no interior da área, mas o árbitro ignorou e não marcou o pênalti.

Camilo e Nico López vão para o jogo

Aos 28min, Camilo, recuperado de lesão, entrou no lugar de Felipe Gutiérrez. Mais tarde, aos 36min, Nico López ingressou na vaga de Sasha.

Náutico ameaça em lance isolado e Inter cria mais chances de ampliar

Aos 32min, em rara investida do adversário, Rafael Oliveira entrou na área e, mesmo desequilibrado, conseguiu finalizar para a defesa de Danilo Fernandes. No contra-golpe, Damião fez boa jogada individual pelo lado esquerdo e chutou para a defesa do goleiro pernambucano. Aos 34min, Sasha cabeceou e a bola raspou a trave direita. Aos 43min, Damião desviou com o pé e Jefferson fez a defesa parcial. No rebote, o próprio Damião emendou uma meia-bicicleta e o goleiro fez grande defesa, evitando o segundo gol do centroavante. Logo em seguida, Camilo cobrou escanteio e Pottker cabecou por cima do travessão.

"Foi um jogo difícil, pois o gramado era bastante ruim. O importante é que conquistamos mais três pontos neste momento em que o campeonato está afunilando", avaliou Uendel.

"Fizemos o nosso jogo. Conseguimos manter a posse de bola e não deixar o adversário crescer. Fizemos um gol, mas poderíamos ter feito mais", disse Damião.

Ficha técnica:

Náutico (0): Jefferson; Sueliton, Breno Calixto (Feliphe Gabriel), Aislan e Manoel; Amaral, Diego Miranda (William Schuster), Dico (Gilmar), Giovanni e Iago Silva; Rafael Oliveira. Técnico: Roberto Fernandes.

Internacional (1): Danilo Fernandes; Alemão, Ernando (Danilo Silva), Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, Felipe Gutiérrez (Camilo), William Pottker e Eduardo Sasha (Nico López); Leandro Damião. Técnico: Guto Ferreira.

Gol: Leandro Damião (I), aos 5min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Aislan (N); Felipe Gutiérrez (I).

Arbitragem: Jailson Macedo Freitas, auxiliado por Alessandro Alvaro Rocha de Matos e Elicarlos Franco de Oliveira (trio baiano).

Local: Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru-PE.

Fonte: Site Oficial do INTER

Fotos: Ricardo Duarte e Arquivo Pessoal.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Inter vence Figueirense por 3 a 0 e retoma a liderança

Estamos novamente na liderança! Com gols de William Pottker, Leandro Damião e Nico López, o Internacional venceu o Figueirense por 3 a 0 na tarde deste sábado, no Beira-Rio, e chegou aos 45 pontos após a disputa de 24 rodadas do Campeonato Brasileiro da Série B. O Colorado tem a mesma pontuação do América-MG, mas com uma vitória a mais (13 contra 12). Foram sete vitórias nos oito último jogos e a sexta seguida alcançada no Gigante.

> Partida recheada de destaques

> Alemão volta e emociona o Gigante

Parabéns para a torcida, que mesmo com a chuva torrencial que caía em Porto Alegre, compareceu em grande número: mais de 20 mil colorados e coloradas! O próximo jogo é sábado (23/9), contra o Náutico, no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru-PE.


Fotos: Ricardo Duarte


Retornos importantes

O time colorado ganhou os reforços de Rodrigo Dourado e D'Alessandro no confronto com os catarinenses. O volante havia cumprido suspensão automática na rodada anterior, enquanto que o capitão estava se recuperando de lesão. Por outro lado, Camilo e Klaus, lesionados, ficaram de fora. O técnico Guto Ferreira escalou a seguinte formação: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Ernando, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson, D'Alessandro, William Pottker e Eduardo Sasha; Leandro Damião.

Pottker faz 1 a 0 no comecinho

O começo da partida não poderia ser mais perfeito! Logo aos 3min, Uendel cruzou com muita qualidade da esquerda e William Pottker apareceu no segundo poste para desviar para o fundo do gol. Foi o oitavo gol do atacante com a camisa colorada!

Cláudio Winck tenta de longe

Aos 11min, Cláudio Winck soltou uma bomba de fora da área e Saulo, com dificuldade, fez a defesa em dois tempos.

Danilo brilha!

Aos 21min, Danilo Fernandez mostrou agilidade, ao espalmar para escanteio o cabeceio à queima-roupa de Henan.

Pressão pelo segundo gol
O Inter não corria riscos e tomava a iniciativa ofensiva. Aos 27min, quase uma reprise do lance do gol: Uendel alçou na área e William Pottker buscava a finalização quando João Lucas apareceu para fazer o corte providencial para a linha de fundo. Aos 34min, Eduardo Sasha chutou da entrada da área e a bola raspou o travessão. Aos 40min, Edenilson pegou rebote e bateu na bola buscando o canto direito, mas Saulo defendeu.

Alemão entra no lugar de Winck

No intervalo, Winck sentiu uma pancada sofrida em choque com o goleiro na primeira etapa e foi substituído por Alemão.

Gol do Damião!
O Colorado voltou para o segundo tempo com o mesmo ímpeto. E não demorou para o segundo gol sair. Aos 7min, D'Alessandro cobrou escanteio e Leandro Damião mergulhou entre os zagueiros para cabecear para o fundo da rede. 2 a 0! Foi o quarto gol do centroavante neste seu retorbo ao Inter e o 93º com a camisa colorada. Já D'Alessandro chegou à 14ª assistência na temporada.

Leandro Damião comemora mais um gol com a camisa do Clube do Povo

Que arrancada, Pottker!

Aos 14min, William Pottker protagonizou uma incrível arrancada desde as proximidades da área do Inter até o interior da área adversária, percorrendo aproximadamente 70 metros em alta velocidade, e tocou para Damião. O atacante chutou de primeira, mas o zagueiro conseguiu cortar no momento crucial.

Damião e Pottker quase ampliam

Aos 24min, Uendel cruzou com perfeição e Damião cabeceou, com força, por cima do travessão. Aos 31min, William Pottker foi lançado por Nico López - que recém havia entrado no lugar de Sasha - e chutou por cima do gol catarinense.

Nico López coloca o três no placar

A insistência colorada foi premiada aos 37min, quando Uendel fez grande jogada, invadindo a área a dribles e servindo para Nico López marcar o terceiro gol. Foi o 14º do atacante uruguaio, que isolou-se na artilharia da temporada.

Inter fechou a vitória com gol de Nico López

Travessão é colorado!
Aos 44min, o Figueirense teve boa chance de descontar, mas a bomba de Nicolas Careca acabou explodindo o travessão.

Último lance

Aos 47min, D'Alessandro cruzou e Damião concluiu para fora. Ato contínuo, o árbitro apitou o final da partida que marcou o retorno do Inter ao topo da tabela!

Ficha técnica:

Internacional (3): Danilo Fernandes; Cláudio Winck (Alemão), Ernando, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson (Charles), D'Alessandro, William Pottker e Eduardo Sasha (Nico López); Leandro Damião. Técnico: Guto Ferreira.

Figueirense (0): Saulo; Dudu, Marquinhos, Leandro Almeida e João Lucas; Pereira, Abuda (Patrick), Marco Antônio e Xuxa (Lucas Silva); Zé Love e Henan (Nicolas Careca). Técnico: Milton Cruz.

Gols: William Pottker (I), aos 3min do primeiro tempo, Leandro Damião (I), aos 7min do segundo tempo, Nico López (I), aos 37min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Xuxa (F); D'Alessandro, Edenilson, Leandro Damião (I).

Total Público: 20.388.
Pagantes: 17.924.
Menores: 1.350.
Não pagantes: 1.114.
Renda: R$ 403.232,00.

Arbitragem: Pericles Bassols Pegado Cortez, auxiliado por Clovis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (trio pernambucano).

Local: Beira-Rio.

Fonte: Site Oficial do INTER

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Sequência quebrada em Caxias do Sul

Depois de chegar a uma sequência de seis vitórias consecutivas dentro do Campeonato Brasileiro da Série B, o Internacional finalmente foi superado. Em partida válida pela 23ª rodada, o Colorado enfrentou o Juventude no Alfredo Jaconi e acabou batido pelo placar de 2 a 1. Com o resultado deste sábado (09/09), o Inter cai para a vice-liderança da competição, porém, com vantagem de seis pontos sobre o quinto colocado.

Fotos: Ricardo Duarte


Tirando a poeira

Em função dos jogos pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, o Colorado teve uma pausa de 10 dias sem atuar em partidas oficiais. Neste meio tempo, foi realizado um jogo treino diante do Cruzeiro (vitória por 3 a 1) para manter o ritmo e dar rodagem a jogadores que não vêm sendo utilizados constantemente.

Força do grupo
O técnico Guto Ferreira teve desfalques importantes para o duelo em Caxias do Sul: Rodrigo Dourado, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, D'Alessandro, com um edema na coxa, e Camilo, com uma lesão muscular, ficaram de fora. No lugar de Dourado, Charles ganhou mais uma oportunidade na equipe. Já na vaga do capitão colorado, Felipe Gutiérrez, que estava servindo a Seleção do Chile nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Ambos tiveram boa atuação e o meia chileno ainda marcou o seu primeiro gol com o manto alvirrubro.

Serra vermelha
"Onde for jogar também vou estar, sempre a te apoiar". Assim diz uma das músicas entoadas pelo torcedor colorado, que fez jus ao sentido dela. O espaço destinado aos visitantes no Alfredo Jaconi foi completamente tomado pela massa alvirrubra, com cerca 4 mil torcedores apoiando o time do início ao fim.

Sem medo
Dono da melhor campanha fora de casa, o Colorado entrou em campo no Alfredo Jaconi determinado a buscar os três pontos. O primeiro lance de perigo veio através de Edenilson. Após combinação pela direita, William Pottker escorou de cabeça e o volante escapou com a bola dominada dentro da área, porém, sem ângulo adequado para o chute, que explodiu nas mãos do goleiro Mateus Cavichioli.

Golpe aéreo
Apesar do ímpeto colorado, foi o time da casa quem saiu na frente. Depois de escanteio cobrado pela esquerda, o zagueiro Micael subiu alto para cabecear no cantinho e abrir o placar para o Juventude. Mas a resposta não demoraria para vir.

Reação instantânea
Apoiado pela numerosa e inquieta torcida colorada, o time mostrou poder de reação dentro de campo e o empate chegou aos 31 minutos, apenas dois após o gol de Micael. Felipe Gutierrez tabelou com Leandro Damião e recebeu belo passe do centroavante. Cara a cara com Matheus, o chileno não perdoou e empatou o placar no Jaconi.



Desfalque na zaga
No final da primeira etapa, Klaus disputou bola no ar e acabou caindo sobre o próprio braço. O diagnóstico inicial dá conta de uma fratura no punho esquerdo e o jogador terá que passar por cirurgia para recuperação completa. Ernando foi chamado para redefinir a defesa com Victor Cuesta.

Ímpeto vermelho
No segundo tempo, o Colorado seguia procurando o gol da virada e Guto Ferreira buscava alternativas para se impor no jogo. Nico López foi chamado para dar fôlego novo no ataque na vaga de William Pottker. Mais tarde, foi a vez do jovem Juan substituir Felipe Gutierrez.

Contragolpe mortal
Porém, o Juventude conseguiu escapar no contra ataque e passou à frente novamente no marcador. Wesley Natã lançou Yago, que ficou livre na frente de Danilo Fernandes, e chutou no cantinho, sem chances para o goleiro colorado. O Inter ainda pressionou até o fim, mas o time da casa acabou ficando com os três pontos.

Próximo duelo
O Internacional volta a atuar em casa na próxima rodada. No próximo sábado, dia 16 de setembro, o Gigante espera o torcedor colorado para empurrar o time contra o Figueirense.

FICHA TÉCNICA
Juventude (2): Matheus Cavichioli; Vidal, Domingues, Micael e Pará; Fahel, Lucas, Leilson (Yago) e Juninho; Ramon (Wesley Natã) e João Paulo (Mateus Santanna). Técnico: Gilmar Dalpozzo
Internacional (1): Danilo Fernandes; Claudio Winck, Klaus (Ernando), Víctor Cuesta e Uendel; Charles, Edenilson e Felipe Gutierrez (Juan); William Pottker (Nico López), Eduardo Sasha e Leandro Damião. Técnico: Guto Ferreira
Gols: Micael, aos 29min do 1º tempo, e Yago, aos 36min do 2º tempo (J); Felipe Gutierrez, aos 31min do 1º tempo (I)
Local: Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul
Árbitragem: Bruno Arleu de Araujo apita o jogo, auxiliado por Eduardo de Souza Couto e Gabriel Conti Viana.
Cartões amarelos: Fahel, Lucas e Juninho (J); Klaus, Felipe Gutierrez e Leandro Damião (I).

Fonte: Site Oficial do INTER

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Inter vence sexta seguida e lidera de forma isolada


Em um Beira-Rio com mais de 37 mil colorados, o Inter venceu o Paysandu por 3 a 2

Assumimos a liderança! Com a vitória de 3 a 2 sobre o Paysandu na noite desta sexta-feira, no Beira-Rio, o Internacional chegou aos 42 pontos e isolou-se no topo da tabela do Campeonato Brasileiro da Série B após 22 rodadas. Leandro Damião (2) e Klaus marcaram os gols da sexta vitória consecutiva do time de Guto Ferreira neste que também foi o 'Jogo da Acessibilidade'.

O próximo confronto é contra o Atlético-MG, pelas quartas de final da Copa da Primeira Liga, quarta-feira (30/8), às 19h30, no Beira-Rio. Ingressos estão à venda a partir deste sábado [clique aqui]. Pelo Brasileirão, o Colorado volta a atuar somente no dia 9 de setembro, contra o Juventude, em Caxias do Sul.

Time repetido pela quarta vez

Em um Gigante pulsante, com mais de 37 mil colorados, o Internacional entrou em campo com a mesma escalação utilizada nas três partidas anteriores: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e D´Alessandro; William Pottker, Leandro Damião e Eduardo Sasha.

Torcida colorada, mais uma vez, compareceu em grande número ao Gigante
Damião marca golaço

Quando a bola rolou, foi o Paysandu que levou perigo pela primeira vez. Aos 40seg, Renato Augusto chutou com efeito, de muito longe, e a bola quase surpreendeu o goleiro Danilo Fernandes, raspando o travessão. Nos dois lances seguintes, porém, William Pottker fez boas jogadas pela ponta-direita que por pouco não resultaram em gols.

Era apenas uma questão de tempo para o Beira-Rio explodir de alegria. Aos 10min, D'Alessandro fez um lançamento perfeito para Leandro Damião, que dominou a bola com muita qualidade no interior da área e, ato contínuo, encobriu o goleiro Marcos para fazer 1 a 0. Um golaço!

Damião e sua tradicional 'comemoração do bigode' após o primeiro gol

O Inter seguiu sufocando o adversário paraense. Aos 13min, Damião tocou para Eduardo Sasha, que concluiu em cima do zagueiro. Aos 20min, Pottker carregou a bola até a linha de fundo e, sem ângulo, tentou o chute que acabou acertando o travessão.

Placar igualado

Em uma rara investida ofensiva, o Paysandu chegou ao empate. Aos 34min, após cobrança de falta, Diego Ivo cabeceou e Danilo Fernandes fez a defesa parcial. No rebote, Bergson, em posição clara de impedimento, empurrou para o fundo do gol. 1 a 1.

Damião faz mais um

Nada que mudasse o roteiro da partida, que convergia para a vitória do Inter. Aos 45min, Pottker avançou pela ponta-direita e tentou o cruzamento que foi cortado pela zaga. A bola sobrou para D'Alessandro, que serviu para Damião na marca do pênalti. Com precisão típica de goleador, o camisa 22 chutou para deixar o Inter novamente em vantagem. Foi o gol de número 92º de Damião pelo Inter! É o 14º maior artilheiro da história do Clube do Povo.

Damião vibrando com o seu segundo gol, o 92º pelo Inter

Pressão persiste e Inter faz 3 a 1

O Inter manteve a intensidade no segundo tempo. Aos 3min, Damião, de atuação destacada, concluiu de carrinho e quase fez o terceiro. Pouco depois, Edenilson invadiu a área em alta velocidade e foi derrubado por Diego Ivo. Pênalti omitido pela arbitragem! Aos 12min, Damião aplicou um balãozinho sobre o zagueiro, na entrada da área, e fez o passe para Edenilson, que chutou prensado com a defesa. Aos 18min, Eduardo Sasha arriscou de longe e Marcos fez a defesa parcial para, no rebote, Pottker chutar na rede, pelo lado de fora.

Tamanho volume ofensivo seria recompensado aos 23min, quando Klaus desviou com precisão, de cabeça, o escanteio cobrado por D'Alessandro. O quarto gol do zagueiro neste Brasileirão deixou o Inter com o melhor ataque do campeonato, com 34 gols.

Paysandu desconta no final

Pouco depois do terceiro gol, Guto Ferreira promoveu mudanças no time, colocando Camilo, Charles e Nico López nos lugares de Sasha, Dourado e Damião, respectivamente. Aos 38min, Camilo fez lançamento para Nico López, que entrou na área e acabou não conseguindo a conclusão por conta da carga do zagueiro. No minuto seguinte, Welinton cabeceou no canto esquerdo e descontou para o Paysandu. O adversário cresceu nos instantes finais, mas o Inter se fechou bem e assegurou mais uma vitória em casa.

"Temos que manter este ritmo, esta pegada. Fico muito feliz em ter marcado os gols, mas o time jogou muito bem hoje. Se mantivermos esta pegada, vamos conseguir logo o acesso", avaliou Damião ao final da partida.

Ficha técnica:

Internacional (3): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado (Charles), Edenilson e D´Alessandro; William Pottker, Leandro Damião (Nico López) e Eduardo Sasha (Camilo). Técnico: Guto Ferreira.

Paysandu (2): Marcos; Ayrton, Fernando Lombardi, Diego Ivo e Peri; Carandina, Renato Augusto, Rodrigo Andrade, Rodrigo (Welinton); Bergson (Magno) e Marcão. Técnico: Marquinhos Santos.

Gols: Leandro Damião (I), aos 15min do primeiro tempo, Bergson (P), aos 34min do primeiro tempo, Leandro Damião (I), aos 45min do primeiro tempo, Klaus (I), aos 23min do segundo tempo, Welinton (P), aos 39min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Peri, Rodrigo, Marcão, Magno, Carandina (P); Víctor Cuesta, Rodrigo Dourado, D'Alessandro, Cláudio Winck, Edenilson (I).

Total Público: 37.083.
Pagantes 33.193.
Menores: 2.281.
Não pagantes: 1.609.
Renda: R$ 778.053,00.

Arbitragem: Grazianni Maciel Rocha, auxiliado por João Luiz Coelho de Albuquerque e Thiago Rosa de Oliveira (trio do Rio de Janeiro).

Local: Beira-Rio.


Fotos: Ricardo Duarte
Fonte: Site Oficial do INTER.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Inter bate o ABC em Natal e alcança quinta vitória seguida



Jogadores comemoram mais uma vitória, a 11ª neste Brasileirão
O duelo foi longe do Beira-Rio, mas o Internacional atuou como se estivesse em casa em Natal, onde venceu o ABC por 3 a 0 na tarde deste sábado, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Eduardo Sasha, D'Alessandro (pênalti) e William Pottker marcaram os gols que garantiram a quinta vitória seguida, que deixou o time a um ponto do líder América-MG (39 x 40 pontos). Na próxima sexta-feira (25/8), às 21h30, o adversário é o Paysandu, no Gigante.

Gol cedo para dar tranquilidade
Com a escalação repetida pela terceira vez consecutiva, o Internacional ditou o ritmo da partida desde os primeiros movimentos. A primeira boa chance foi criada aos 8min, em chute de William Pottker, da entrada da área, que passou muito perto da trave esquerda. Na sua segunda investida, aos 16min, abriu o placar no Estádio Frasqueirão: D'Alessandro bateu escanteio, a zaga afastou parcialmente e Eduardo Sasha encheu o pé para fazer 1 a 0.


Eduardo Sasha marcou o seu terceiro gol no campeonato

D'Ale amplia, de pênalti

O gol deu toda a tranquilidade para o Colorado impor o seu futebol e manter o controle da partida. Aos 28min, Pottker invadiu a área e foi derrubado por Eltinho. Pênalti claríssimo! D'Alessandro cobrou com precisão, no cantinho direito, e ampliou. Depois disso, o jogo esfriou um pouco, mas o Inter manteve a posse de bola e seguiu ocupando o campo ofensivo, sem ser ameaçado pelo ABC.


D'Alessandro é pura vibração depois de converter a penalidade máxima. Foi o seu 82º gol pelo Inter
Pottker faz 3 a 0
Logo na arrancada do segundo tempo, William Pottker aumentou ainda mais a vantagem colorada. Aos 5min, o atacante recebeu lançamento em profundidade de Cláudio Winck, entrou na área e chutou para a defesa parcial de Edson. No rebote, o próprio Pottker deu uma 'cavadinha' e tocou a bola por cima do goleiro para ampliar o escore. Foi o sétimo gol do atacante em 16 jogos.


Futuro papai, artilheiro William Pottker comemora gol homenageando a esposa grávida

Mesmo com o 3 a 0 no placar, o ímpeto do time de Guto Ferreira não diminuiu - esteve mais perto de marcar o quatro do que sofrer um gol. Aos 9min, Sasha recebeu passe no interior da área e bateu de primeira para a defesa salvadora de Edson. Pouco depois, Leandro Damião cabeceou e a bola saiu rente à trave esquerda. Aos 29min, Damião levou mais uma vez perigo no jogo aéreo, mas a bola saiu pela linha de fundo. Ao final do confronto, a comemoração foi grande entre os atletas e a torcida colorada no Frasqueirão! Mais três pontos na conta do Clube do Povo neste Brasileirão!

"O time encaixou. Estamos nos entrosando cada vez mais nesta sequência de jogos. De qualquer forma, vamos seguir trabalhando forte", disse William Pottker na saída do gramado.
Ficha técnica:

ABC (0): Edson; Cleiton, Márcio Passos, Eltinho (Levy) e Bocão; Anderson Pedra, Vitor Júnior (Erivélton), Zotti e Tatá; Fabinho e Nando (Dalberto).Técnico: Marcio Fernandes.

Internacional (3): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e D´Alessandro (Nico López); William Pottker (Carlos), Leandro Damião e Eduardo Sasha (Camilo). Técnico: Guto Ferreira.

Gols: Eduardo Sasha (I), aos 16min do primeiro tempo, D'Alessandro (I), de pênalti, aos 29min do primeiro tempo, William Pottker (I), aos 5min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Eltinho, Bocão, Zotti (A); D'Alessandro (I).

Arbitragem: Felipe Gomes da Silva, auxiliado por Luiz H Souza Santos Renesto e Diogo Morais (Trio do Paraná).

Local: Estádio Frasqueirão, em Natal.

Fotos: Ricardo Duarte

Fonte: Site OFICIAL do INTER

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Inter bate Londrina e chega à quarta vitória seguida




Inter confirmou boa fase com mais uma vitória no Brasileirão

O Internacional arrancou com o pé direito no returno do Campeonato Brasileiro da Série B! Venceu o Londrina por 3 a 1 na tarde deste sábado (12/8), no Beira-Rio, com gols dos zagueiros Klaus (2) e Víctor Cuesta, e chegou aos 36 pontos, ocupando de forma isolada a vice-liderança. Foi a quarta vitória consecutiva do Colorado, que tem a melhor defesa, o melhor saldo de gol (+14) e o segundo melhor ataque da competição. O próximo desafio é contra o ABC, sábado (19/8), em Natal.

> Assista aos gols da partida

Inter domina a etapa inicial

Empurrado pela gigantesca torcida, o Inter se impôs desde os movimentos iniciais. Aos 3min, Víctor Cuesta disparou uma bomba da intermediária e quase marcou um golaço - a bola ganhou efeito, obrigando o goleiro a espalmá-la para escanteio. Aos 6min, Eduardo Sasha entrou na área e teve o pé travado pelo zagueiro, mas o árbitro preferiu não marcar o pênalti. O Londrina ameaçou aos 9min, quando o goleiro César fez ligação direta com o atacante Carlos Henrique, que invadiu a área e chutou cruzado, tirando tinta do poste direito.

O Colorado dominava amplamente o adversário e teve boas chances de marcar em duas jogadas pelo alto. Aos 17min, D'Alessandro cobrou escanteio e Klaus cabeceou à direita do gol paranaense, com perigo. Aos 21min, Cláudio Winck cruzou da direita e Leandro Damião cabeceou para fora. O Inter seguiu rondando a área do Londrina até o final da etapa, mas sem conseguir conclusões efetivas.

Cuesta abre o placar no comecinho do 2º tempo

Logo na largada do segundo tempo, a primeira explosão de alegria no Beira-Rio: D'Alessandro bateu falta da esquerda e Víctor Cuesta saltou mais alto que os zagueiros para desviar de cabeça. 1 a 0! Foi o terceiro gol do defensor argentino com a camisa do Clube do Povo.

Zagueiro Víctor Cuesta vibra com o primeiro gol

Aos 7min, um verdadeiro bombardeio colorado - Sasha tentou duas vezes do interior da área, mas o primeiro chute foi prensado com a zaga e o segundo foi salvo praticamente em cima da linha do gol por Reginaldo. Na sequência, Cláudio Winck arriscou o chute que foi defendido para escanteio. Na cobrança, D'Alessandro quase marcou gol olímpico, com a bola acertando o travessão!

Empate paranaense

O Londrina chegou com força aos 12min, mas o goleiro Danilo Fernandes cresceu para cima de Carlos Henrique e fez grande defesa. Aos 23min, porém, Bidía recebeu bom passe na área e igualou o placar.

Klaus marca duas vezes de cabeça: 3 a 1

Logo depois do empate, Nico López e Camilo entraram nos lugares de William Pottker e D'Alessandro, respectivamente. O Inter não se abalou e manteve a postura ofensiva. Aos 33min, Camilo cobrou escanteio com qualidade e Klaus apareceu como um raio na marca penal para cabecerar, com força, para o fundo do gol. 2 a 1! Aos 35min, Nico López cruzou e Damião cabeceou para a defesa salvadora de César.



Defensor e goleador: Klaus soma três gols pelo Inter
Aos 36min, praticamente uma reprise do segundo gol: Camilo bateu escanteio e Klaus, mais uma vez, cabeceou com precisão para ampliar. 3 a 1. Foi o terceiro gol do zagueiro pelo Inter e o de número 200 do 'novo' Beira-Rio. Com a força da sua bola parada, o Clube do Povo conquistava mais uma importante vitória em casa na busca pelo retorno à Série A.

Internacional (3): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e D´Alessandro (Camilo); William Pottker (Nico López), Leandro Damião e Eduardo Sasha (Felipe Gutiérrez). Técnico: Guto Ferreira.

Londrina (1): César; Reginaldo, Gustavo, Edson e Ayrton; Rômulo, Jardel, Artur, Thiago Lopes e Bídia (William Henrique); Carlos Henrique (Wellison). Técnico: Cláudio Tencati.

Gols: Víctor Cuesta (I), aos 3min do segundo tempo, Bidía (L), aos 23min do segundo tempo, Klaus (I), aos 33min e aos 36min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Gustavo, Bidía (L); Rodrigo Dourado (I).

Total Público: 36.092.
Pagantes: 30.502.
Menores: 2.656.
Não pagantes: 2.934.
Renda: R$ 744.437,00.

Arbitragem: Savio Pereira Sampaio, auxiado por Jose Reinaldo Nascimento Junior e Daniel Henrique da Silva Andrade (trio do Distrito Federal).

Local: Beira-Rio.

Fonte: Site Oficial do INTER.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Inter vence o Guarani em Campinas com gols de Sasha e Winck

O Internacional venceu o Guarani, em Campinas, na tarde deste sábado, por 2 a 0 e diminuiu a vantagem para o líder América-MG. Os gols foram marcados por Eduardo Sasha e Cláudio Winck. Com o resultado, o time colorado terminou o Primeiro Turno em segundo lugar com 33 pontos, a três pontos do líder América-MG. No próximo sábado, o Inter jogará em casa diante do Londrina na largada para o Segundo Turno do Brasileirão Série B. Foi a terceira vitória consecutiva do Inter sem sofrer gols. O time de Guto Ferreira tem a melhor defesa da competição.


Fotos: Ricardo Duarte

Sasha comemora o gol marcado diante do Guarani, em Campinas

Encontro de campeões brasileiros

A última rodada do Primeiro Turno reuniu dois campeões brasileiros da Série A: o Guarani, vencedor de 1978, diante do Internacional, campeão em 1975, 1976 e 1979. O Inter foi a campo com o retorno do meia D´Alessandro, que cumpriu suspensão automática na vitória diante do Goiás. O argentino retornou ao time na função de Camilo, que começou no banco. O restante da equipe foi a mesma que bateu os goianos por 3 a 0, na última terça-feira. Inter e Guarani não se enfrentavam desde 2010, quando, na ocasião, a equipe colorada venceu por 3 a 0.

Equilíbrio no início

O Guarani procurou pressionar nos primeiros instantes em lances de bola parada, mas a zaga colorada estava bem posicionada. Quando tinha a bola, o Inter tentava tocar rápido e buscar jogadas com Pottker, pela direita, e Sasha, pela esquerda. Aos poucos, a equipe de Guto Ferreira tentou impor uma marcação mais adiantada, a exemplo do que aconteceu nos jogos diante do Oeste e Goiás. Toda vez que Pottker tocava na bola, a torcida do Guarani vaiava forte o ex-jogador da rival Ponte Preta. Mas o equilíbrio e a marcação forte dos dois times dificultavam as conclusões.

Aos 15min, o Inter retomou uma bola, trocou passes até que D´Alessandro cruzou para Pottker cabecear pressionado para fora. O meia argentino, por sinal, buscava trabalhar na saída de bola, ao lado dos volantes, para dar início às jogadas. Enquanto isso, era Edenílson que se projetava bem à frente, tentado surpreender o adversário paulista tanto na marcação pressionada, quando na chegada junto aos atacantes.


William Pottker teve boa participação na vitória colorada em Campinas

Aos 23minutos, um lance preocupante. Bruno Nazário deu um carrinho em Klaus, que caiu. Na queda, o zagueiro colorado acidentalmente tocou com a chuteira no rosto de Bruno que sangrou bastante e precisou ser substituído por Luiz Fernando.

Inter na frente em Campinas

Aos 26min, Pottker não deu a mínima para as vaias dos bugrinos, recebeu na direita e cruzou na medida para Eduardo Sasha, que matou na área e chutou forte de pé direito sem chances para o goleiro. Foi o segundo gol de Sasha e a quinta assistência de Pottker na competição.

Com o gol, o Inter passou a dominar o jogo, mantendo marcação forte na frente e saindo em toques rápidos. Aos 31min, o Inter roubou a bola da defesa e acionou Damião na área. O centroavante tentou a conclusão de pé direito, mas Leandro Santos defendeu. O time de Campinas ainda tentou alguma pressão, mas estava amarrado pela ótima marcação colorada, comandada por Rodrigo Dourado, de grande atuação no primeiro tempo.

Largada para a etapa final com boas chances

Logo na largada para a segunda etapa, Damião quase ampliou. A 1min30seg, o centroavante deu grande arrancada, chegou na bola antes da zaga, driblou o goleiro, carregou em direção ao gol e quando chutou a zaga salvou em cima da linha. No rebote, Damião tentou de bicicleta, mas a bola foi pra fora.

Aos 10 minutos, Richarlison cobrou lateral para a área, Eliandro cabeceou forte e Danilo fez grande defesa pra escanteio. Aos 13min, o técnico Vadão fez a segunda mudança: entrou Kevin e saiu Betinho. Aos 15min, Damião recebeu na área e ajeitou de cabeça para D´Alessandro chutar forte de pé direito ao lado do gol com perigo.

Aos 17min, Pottker fez grande jogada pela direita e cruzou para Damião chutar por cima. Um minuto depois, o técnico Guto Ferreira fez a primeira mudança: saiu Sasha e entrou Camilo. Aos 19min, Pottker arriscou de fora da área por cima. Aos 22min, saiu Fumagalli e entrou Rentería, um dos heróis na conquista da primeira Libertadores colorada, em 2006.

Winck amplia para matar o jogo

O Inter acumulava chances, mas não conseguia marcar o segundo gol. O Guarani assustou aos 25min com um chute de fora da área, que passou perto do gol de Danilo Fernandes. Aos 28min, Guto tirou Damião para a entrada de Nico Lopez. A entrada de Nico foi fulminante. Aos 34min, o uruguaio recebeu de Winck na área, fez jogada sensacional, passando pelo zagueiro e devolvendo para Winck, de boa atuação, chutar de primeira e marcar o seu primeiro gol na competição. Festa colorada no Brinco de Ouro!


Winck marcou o segundo colorado diante do Guarani, em Campinas

A partir de então não se ouviram mais vaias campineiras a Pottker ou apoio dos torcedores locais. Só que se escutava no estádio do Guarani era a torcida colorada, em grande número, cantando o tradicional "oooooo, vamo, vamo, Inteeeeeeer!"

Aos 38min, saiu D´Alessandro para a entrada de Charles, aumentando o poder de marcação no meio-campo. Aos 39min, Rentería completou para o gol, mas Cláudio Winck salvou em cima da linha. Aos 44min, Nico fez outra grande jogada e cruzou para Camilo chutar de primeira por cima.


Torcida colorada fez a festa no Brinco de Ouro, em Campinas

Nos últimos minutos, o time ainda teve espaços para marcar o terceiro, mas não conseguiu. A torcida colorada pouco se importou. A vitória em Campinas já estava garantida.

Entrevistas Pós-jogo

"Estamos conseguindo uma sequência de resultados com desempenho. É um campeonato de resistência, de chegada, não de largada. Temos que manter isso, não ganhamos nada ainda e precisamos melhorar para alcançar o topo da tabela", avaliou o vice-presidente de Futebol, Roberto Melo.

"O grupo teve um comportamento exemplar. Marcou muito, e este espírito coletivo foi fundamental para chegarmos à vitória. Estão todos de parabéns.", elogiou o técnico Guto Ferreira.

Ficha Técnica

Guarani (0): Leandro Santos; Lenon, Genilson, Diego Jussani e Gilton; Evandro, Richarlison, Betinho (Kevin), Fumagalli (Rentería) e Bruno Nazário (Luiz Fernando); Eliandro. Técnico: Vadão.

Internacional (2): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e D´Alessandro (Charles); William Pottker, Leandro Damião (Nico Lopez) e Eduardo Sasha (Camilo). Técnico: Guto Ferreira.

Gols: Eduardo Sasha (I), aos 26min do 1ºt, Cláudio Winck (I), aos 34min do 2ºt .

Cartões amarelos: Evandro, Genílson (G), Uendel (I)

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique apita o jogo, auxiliado por Michael Correia e Carlos Henrique Alves de Lima Filho, trio carioca.

Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

Fonte: Site Oficial do INTER

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Inter mostra qualidade e vence Goiás por 3 a 0



Inter conquistou a terceira vitória seguida em casa e assumiu a vice-liderança

Com uma atuação consistente em todos os setores do time, o Internacional venceu o Goiás por 3 a 0, chegou aos 30 pontos e assumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro da Série B. Apesar de dominar no primeiro tempo, o Colorado marcou todos os gols na etapa final, com William Pottker, Leandro Damião e Carlos. O próximo jogo, o último do primeiro turno, é contra o Guarani, sábado (5/8), em Campinas.

> Assista aos gols da vitória

Noite de estreias

O duelo com os goianos marcou as estreias de Camilo e Leandro Damião, recentemente contratados pelo Clube do Povo. O time também contou com os retornos de Cláudio Winck, Víctor Cuesta e Rodrigo Dourado, que estavam suspensos na rodada anterior. Em contrapartida, D'Alessandro, suspenso, e Nico López, com um desconforto muscular, não puderam atuar. O Inter começou com: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e Camilo; William Pottker, Leandro Damião e Eduardo Sasha.


Torcida colorada deu show: jogou junto com o time

Inter melhor no 1º tempo

O Colorado tratou de se impor desde a saída de bola. Logo a 1min, Leandro Damião fez bom passe para Edenilson no interior da área, mas o volante teve dificuldade no domínio e acabou chutando fraco para a defesa do goleiro. Aos 7min, Camilo cobrou escanteio fechado e Klaus cabeceou para fora, com perigo. Aos 11min, Cláudio Winck recebeu na entrada da área e bateu por cima do travessão.

O vigor físico e a intensidade do time chamavam a atenção: cada lance era disputado com muita vontade pelos jogadores, sem que houvesse bola perdida. O Goiás, por sua vez, se fechava bem e apostava nas rápidas escapadas de Carlos Eduardo pelo lado direito. Aos 32min, Damião desviou de cabeça o cruzamento que veio da direita e a bola acertou a base da trave esquerda. Porém, a jogada já estava anulada por impedimento do centroavante. Aos 38min, Camilo bateu falta e William Pottker concluiu para o fundo do gol, mas o lance foi mais uma vez invalidado por impedimento. Aos 40min, Sasha apareceu como elemento surpresa na área e obrigou Marcelo Rangel a fazer boa defesa, para escanteio.

Pottker abre a contagem

O segundo tempo não poderia começar melhor. Aos 45seg, em uma bela jogada coletiva, o Inter fez 1 a 0. Uendel cruzou rasteiro para a área, Sasha desviou com o pé no meio do caminho e Leandro Damião finalizou para a defesa parcial de Marcelo Rangel. No rebote, William Pottker cabeceou com precisão para abrir o placar! Foi o sexto gol do atacante, agora artilheiro isolado do time no Brasileirão.


William Pottker assumiu a artilharia isolada do Inter no Brasileirão
Damião, estreante goleador

Aos 11min, Uendel cruzou, Sasha subiu com a zaga para o cabeceio e Carlinhos acabou colocando a mão na bola. Pênalti! E coube ao reestreante Damião a cobrança, que foi feita com muita qualidade, no ângulo esquerdo. O Colorado fazia 2 a 0 para a explosão de alegria no Gigante! Foi o gol de número 90 em 180 partidas do centroavante, que se consolida entre os maiores goleadores da história do Clube! É o maior artilheiro do Inter no século.


Leandro Damião beija a bola antes de bater o pênalti
O ímpeto colorado não diminuiu com a vantagem no placar. Além disso, mantinha o Goiás totalmente submisso à uma marcação que beirava a perfeição. O time goiano tinha sérias dificuldades para chegar à frente, e o goleiro Danilo Fernandes praticamente não foi exigido nos 90 minutos.

Aos 14min, William Pottker disparou uma bomba cruzada e Marcelo Rangel fez grande defesa. Um minuto depois, Cláudio Winck chutou de fora da área e a bola explodiu no travessão. Aos 19min, Pottker concluiu à queima-roupa para nova defesa providencial do goleiro goiano. Aos 29min, Felipe Gutiérez, que havia ingressado no lugar de Sasha, fez bom lançamento para Damião, que invadiu a área, brecou e chutou para a defesa salvadora de Rangel. Na sequência, o centroavante deixou o campo, muito aplaudido, para a entrada de Carlos.

Carlos amplia: 3 a 0

Aos 32min, Pottker entrou na área e, quando ía finalizar, foi derrubado pelo zagueiro. Mais um pênalti que o próprio Pottker cobrou e Rangel defendeu. Mas ainda havia tempo para o terceiro. Aos 38min, Felipe Gutiérrez tocou na medida para Pottker, que cruzou rasteiro para Carlos empurrar para o fundo da rede. 3 a 0! A noite foi de felicidade e bom futebol no Gigante!


Atacante Carlos também deixou a sua marca
Ficha técnica:

Internacional (3): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e Camilo (Diego); William Pottker, Leandro Damião (Carlos) e Eduardo Sasha (Felipe Gutiérrez). Técnico: Guto Ferreira.

Goiás (0): Marcelo Rangel; Tony (Saavedra), David Duarte, Alex Alves e Carlinhos; Pedro, Elyeser e Andrezinho; Carlos Eduardo, Junior Viçosa (Michael) e Léo Gamalho. Técnico: Argel Fucks.

Gols: William Pottker (I), aos 45seg do segundo tempo, Leandro Damião (I), de pênalti, aos 13min do segundo tempo, Carlos (I), aos 38min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Alex Alves, Pedro, Carlos Eduardo, David Duarte (G); Rodrigo Dourado, Felipe Gutiérrez (I).

Púbico total: 35.391
Pagantes: 32.808
Menores: 2.026
Não pagantes: 557
Renda: R$ 544.445,00

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Junior, auxiliado por Bruno Boschilia e Rafael Trombeta (trio do Paraná).

Local: Beira-Rio.

Fotos: Ricardo Duarte

Fonte: Site Oficial do INTER

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Com boa atuação, Inter bate Oeste por 2 a 0



Sasha vibra: atacante abriu o caminho da vitória no Beira-Rio

Em noite de muita entrega em campo, bom futebol e apoio da torcida, o Internacional venceu o Oeste-SP por 2 a 0 e subiu para a quarta posição do Campeonato Brasileiro da Série B, com 27 pontos somados em 17 rodadas. Eduardo Sasha e Uendel marcaram os gols do importante triunfo no Beira-Rio.

> Câmera exclusiva: os gols da partida

O Colorado volta a atuar somente na próxima terça-feira (1/8), quando enfrenta o Goiás novamente no Gigante. O sócio e o torcedor que compraram ingresso para a partida contra o Oeste terão acesso livre no jogo da próxima semana (saiba mais).

Escalação com novidades

O time teve mudanças, principalmente em função das suspensões de Víctor Cuesta, Cláudio Winck e Rodrigo Dourado. Klaus assumiu a vaga na zaga e Fabinho foi aproveitado na lateral direita. No meio-campo, Charles foi o substituto de Dourado, e Edenilson, suspenso na última rodada, retomou a titularidade. No ataque, Eduardo Sasha ganhou chance junto a Nico López e Pottker. O Inter foi escalado com: Danilo Fernandes; Fabinho, Klaus, Danilo Silva e Uendel; Charles, Edenilson e D'Alessandro; William Pottker, Nico López e Eduardo Sasha.

Inter se impõe no Gigante

Empurrado pela torcida, o Inter tomou a iniciativa logo nos primeiros movimentos. Com toques rápidos no meio-campo, o time chegava com facilidade ao ataque e dava trabalho ao goleiro do Oeste. Aos 5min, Nico López avançou pela direita e tentou encobrir o camisa 1, mas Rodolfo estava atento e fez a defesa. Aos 10min, Eduardo Sasha pegou sobra no interior da área e chutou, de primeira, em cima do goleiro. Aos 18min, D'Alessandro cobrou falta e Charles cabeceou por cima do travessão. Aos 21min, Sasha desviou com pé o cruzamento de D'Ale que veio da esquerda e Rodolfo fez outra grande defesa.


Fotos: Ricardo Duarte

Sasha faz 1 a 0 para a alegria do povo colorado

Depois disso, o ímpeto colorado diminuiu um pouco, mas o Inter seguiu no controle da partida, sem correr riscos e buscando avançar ao ataque de maneira organizada. No finalzinho, voltou à carga com força. Aos 42min, William Pottker chutou cruzado e a bola passou muito próximo à trave esquerda. Aos 44min, o tão aguardado gol: Nico López cruzou na medida para Eduardo Sasha, de peixinho, empurrar a bola para o fundo da rede. Foi o 30º gol do atacante pelo Clube do Povo. O camisa 9 é também o maior goleador da história do novo Beira-Rio (reinaugurado em 2014), com 21 gols.

Uendel amplia na etapa final

No segundo tempo, o Inter manteve o vigor em campo, brigando pela bola em cada lance e insistindo na busca pelo segundo gol. E ele veio naturalmente. Aos 24min, após bate-rebate na área, Uendel chutou e acertou o travessão. Na sequência, Nico López tentou a conclusão e a bola acabou voltando para Uendel, que desta vez encheu o pé para acertar um chute rasteiro, cruzado e preciso. 2 a 0! Era tudo que o Colorado precisava.


Uendel marcou seu primeiro gol pelo Inter

Com a vantagem consolidada no placar, o Inter tratou de administrar o resultado. Não abriu mão de atacar quando tinha a bola, mas também não cedeu espaço para que o adversário esboçasse reação. O Oeste ameaçou somente aos 47min, em arremate de Rodrigo Sam que Danilo Fernandes defendeu com qualidade. Nada mais mudava a feliz noite no Beira-Rio!

Ficha técnica:

Internacional (2): Danilo Fernandes; Fabinho (Junio), Klaus, Danilo Silva (Léo Ortiz) e Uendel; Charles, Edenilson e D'Alessandro; William Pottker, Nico López e Eduardo Sasha (Felipe Gutiérrez). Técnico: Guto Ferreira.

Oeste-SP (0): Rodolfo; Willian Cordeiro, Rodrigo Sam, Leandro Amaro e Velicka (Daniel Borges)(Henrique); Lídio, Betinho e Mazinho; Jheimy (Alexandro), Danielzinho e Gabriel Vasconcelos. Técnico: Roberto Cavalo.

Gols: Eduardo Sasha (I), aos 44min do primeiro tempo, Uendel (I), aos 24min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Nico López, D'Alessandro (I); Velicka, Daniel Borges, Sam, Lídio, Alexandro (O).

Pagantes: 18.357.
Menores: 1.214.
Não pagantes: 1.547.
Total Público: 21.118.
Renda: R$ 268.348,00.

Arbitragem: Claudio Francisco Lima E Silva (SE), auxiliado por Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Ailton Farias da Silva (SE).

Local: Beira-Rio.

Fonte: Site Oficial do INTER.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Inter sofre derrota em Goiânia

O Internacional foi derrotado por 2 a 1 pelo Vila Nova neste sábado, no Serra Dourada, em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time colorado largou atrás na etapa final, igualou o placar com um gol de pênalti de William Pottker, mas sofreu o segundo no final da partida. O resultado deixa o Clube do Povo na sexta posição, com 24 pontos.

O Inter agora terá dois jogos seguidos no Beira-Rio para buscar a reabilitação: diante do Oeste-SP, na próxima terça (ingressos estão à venda), e contra o Goiás, no dia 1º de agosto.


Foto: Ricardo Duarte



O jogo

Disputado com os portões fechados, ou seja, sem a presença de torcedores no Serra Dourada em virtude de punição imposta ao clube goaiano, o primeiro tempo foi de intensa luta pela bola. A forte marcação imposta por ambas as equipes tornou escassos os espaços em campo e raras foram as conclusões em gol.

Aos 10min, a bola foi alçada na área e Felipe Gutiérrez desviou de cabeça na tentativa de encobrir, mas a bola acabou saindo. Aos 14min, Alan Mineiro disparou o chute de longa distância e Danilo Fernandes fez a defesa em dois tempos, com tranquilidade. Aos 18min, Diego invadiu a área e, quando ía concluir, foi bloqueado pela defesa. Na sequência, a bola tocou na mão do zagueiro, mas o árbitro não marcou a penalidade máxima. O Vila Nova respondeu no lance seguinte, em chute de Moisés que desviou na zaga e foi defendido por Danilo, na sequência.

A etapa final começou equilibrada. Porém, aos 13min, Alípio abriu o placar para os donos da casa. Ato contínuo, Eduardo Sasha e Nico López entraram nos lugares de D'Alessandro e Diego. Pouco depois, o volante Juan ingressou na vaga de Felipe Gutiérrez.

Aos 24min, Sasha fez boa jogada, Uendel cruzou e, na tentativa de fazer o corte no interior da área, Mateus colocou a mão na bola. Pênalti marcado! William Pottker bateu no canto direito e converteu. 1 a 1. Foi o quinto gol do atacante com a camisa colorada. O Inter teve boa chance de virar aos 41min, em chute de fora da área de Juan que passou muito perto da trave esquerda.

Aos 45min, em rápido contra-ataque, Mateus invadiu a área e chutou na saída de Danilo Fernandes para fazer 2 a 1. Não havia mais tempo para evitar a derrota fora de casa.

Ficha técnica:

Vila Nova-GO (2): Luís Carlos; Maguinho, Alemão, Wesley Matos e Gastón; PH (Claudinei), Geovane, Mateus e Alan Mineiro; Alípio (Mateus Muller) e Moisés (Tiago Adan). Técnico: Hemerson Maria.

Internacional (1): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Fabinho, Felipe Gutiérrez (Juan) e D'Alessandro (Eduardo Sasha); Nico López (Diego) e William Pottker. Técnico Guto Ferreira.

Gols: Alípio (V), aos 13min do segundo tempo, William Pottker (I), de pênalti, aos 25min do segundo tempo, Mateus (V), aos 45min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Víctor Cuesta, Cláudio Winck, Rodrigo Dourado, Joanderson (I); Geovane, Gastón (V). Expulsão: Geovane (V).

Arbitragem: Vinicius Furlan, auxiliado por Vitor Carmona Metestaine e Bruno Salgado Rizo (trio de São Paulo).

Local: Serra Dourada, em Goiânia.

Fonte: Site Oficial do INTER

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Pottker marca no finalzinho e Inter vence Luverdense



William Pottker comemora, com Joanderson ao fundo, o gol marcado no finalzinho do jogo

Com gol de William Pottker, marcado aos 47min do segundo tempo, o Internacional venceu o Luverdense por 1 a 0 na noite desta terça-feira, no Beira-Rio, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. O resultado deixou o time colorado com 24 pontos, na quinta posição, com a mesma pontuação do quarto colocado e a três de distância do líder.

O próximo desafio é no sábado (22/7), contra o Vila Nova. O duelo será disputado com os portões fechados no Serra Dourada em virtude de punição imposta ao time goiano.

Inter pressiona no 1º tempo
Com novidades no time - o retorno de Rodrigo Dourado e a presença do atacante Diego no lugar de D'Alessandro, que ficou no banco de reservas -, o Inter foi para cima desde os primeiros movimentos da partida. Aos 2min, William Pottker cruzou da direita e Nico López cabeceou para o fundo da rede, mas o gol foi anulado por impedimento. Aos 6min, Edenilson arriscou da entrada da área e Diogo espalmou providencialmente para escanteio. Logo depois, Diego bateu falta, Cláudio Winck desviou de cabeça e a bola passou perigosamente em frente ao gol.

O Colorado atuava praticamente o tempo todo dentro do seu campo ofensivo, rondando a área adversária. Aos 21min, Uendel cruzou e William Pottker pegou o chute de primeira - a bola ganhou muita velocidade e explodiu caprichosamente no poste direito. No minuto seguinte, Edenilson invadiu a área, mas chutou fraco para a defesa do goleiro. Aos 26min, Cláudio Winck disparou de longa distância e Diogo defendeu em dois tempos. Aos 37min, Víctor Cuesta apareceu no ataque para chutar, de fora da área, pela linha de fundo. Na reta final do primeiro tempo, a intensidade caiu um pouco e o time não conseguiu mais finalizar.

Só faltava a bola entrar

O segundo tempo começou e o panorama da partida se manteve: Inter pressionando e Luverdense se defendendo com praticamente todos os jogadores atrás da linha da bola. Aos 50seg, Nico López recebeu passe no interior da área e chutou prensado com a zaga, para escanteio. Aos 5min, Edenilson exigiu boa defesa de Diogo em arremate da entrada da área. Aos 12min, Winck cobrou falta por cima do travessão. Aos 17min, Nico López chutou cruzado e a bola raspou a trave esquerda.

O Inter teve boa chance de abrir o placar aos 18min, quando William Pottker concluiu, de dentro da área, para a defesa salvadora de Diogo. Aos 31min, D'Alessandro - que havia entrado no lugar de Felipe Gutiérrez - armou contra-ataque e tocou para Nico. O camisa 7 tentou novo chute cruzado e o goleiro defendeu. Aos 37min, Carlos, substituto de Diego, cabeceou por cima do travessão, com perigo. Aos 40min, Winck cabeceou para o fundo fo gol, mas o lance foi novamente anulado por impedimento.

A bola parecia mesmo não querer entrar. Aos 45min, o goleiro Diogo fez dois milagres e impediu o gol colorado: D'Alessandro cobrou falta, Víctor Cuesta cabeceou para a primeira grande defesa e, no rebote, Carlos chutou para Diogo operar outro milagre.
Pottker decide no apagar das luzes


Comemoração de Pottker no gol que decidiu a partida

Aos 47min, o momento crucial da partida: William Pottker recebeu na área passe de Joanderson e chutou para fazer 1 a 0. Muita comemoração dos jogadores e da torcida colorada, mas também muita reclamação por parte dos atletas do Luverdense, uma vez que o bandeirinha chegou a marcar o impedimento de forma totalmente equivocada na origem do lance. Porém, ainda com a bola rolando, o árbitro percebeu o erro do seu assistente, mandou a jogada seguir e validou o gol após muita confusão provocada pelo time adversário. Foram 13 minutos de paralisação até que o árbitro conseguisse confirmar que o gol fora legal. Mas nada mais tirava os três importantes pontos do Inter!

Ficha técnica:

Internacional (1): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e Felipe Gutiérrez (D'Alessandro); Nico López (Joanderson), William Pottker e Diego (Carlos). Técnico: Guto Ferreira.

Luverdense (0): Diogo; Aderlan, Pablo, William e Paulinho; Moacir, Ricardo, Sérgio Mota (Marcos Aurélio) e Douglas Baggio (Ratão); Rafael Silva e Alfredo (Erik). Técnico: Junior Rocha.

Gol: William Pottker (I), aos 47min do segundo tempo.

Cartões amarelos: William, Sérgio Mota, Moacir (L); Cláudio Winck, William Pottker, Edenilson, D'Alessandro (I).

Total Público: 10.393. Pagantes: 8.882. Menores: 349. Não pagantes: 1.162. Renda: R$ 188.643,00.

Arbitragem: Igor Junio Benevenuto, auxiliado por Marcio Eustaquio S Santiago e Celso Luiz da Silva (trio de Minas Gerais).

Local: Beira-Rio.


Fotos: Ricardo Duarte

Fonte: Site Oficial do INTER

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Derrota em Maceió

Colorados de Garanhuns marcaram presença mais uma vez na Arquibancada

O Internacional foi derrotado por 2 a 0 pelo CRB na tarde deste sábado, em Maceió, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O resultado deixa o Colorado na sétima posição, com 21 pontos, a dois de distância do G4. Na terça-feira (18/7), às 21h30, o Inter recebe a Luverdense no Beira-Rio. Os ingressos estão à venda - clique aqui.


Foto: Ricardo Duarte



Escalação

Com exceção de Rodrigo Dourado, substituído por Charles em virtude de uma lesão, o Inter repetiu a escalação pela terceira partida consecutiva: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Charles, Edenilson, Felipe Gutiérrez e D'Alessandro; Nico López e William Pottker.

Partida morna

O primeiro tempo foi truncado, com muita marcação e raros espaços em campo. O Colorado controlou bem o adversário e não correu riscos, mas criou poucas oportunidades ofensivas. Aos 11min, Edenilson alçou a bola na área, a zaga cortou parcialmente e Felipe Gutiérrez apareceu para chutar por cima do gol. A equipe alagoana deu a resposta aos 18min, em cabeceio de Danilo Pires que saiu pela linha de fundo. Aos 26min, Charles quase abriu o placar: Nico López cruzou e o volante cabeceou para a boa defesa de Edson, que se esticou para agarrar a bola no cantinho direito.

Gol alagoano no finalzinho do 1º tempo

O duelo seguiu morno, sem que ninguém chegasse com perigo no ataque. Porém, em lance isolado, o CRB fez 1 a 0. Aos 44min, Diego tabelou com Zé Carlos, invadiu a área e chutou cruzado para deixar os donos da casa em vantagem.

Inter não evita derrota

O Inter tentou ser mais agressivo no ataque no segundo tempo, mas ainda encontrou dificuldade para finalizar. Aos 13min, um susto: Edson Ratinho escapou pela direita, entrou na área e disparou o chute que acertou a trave esquerda. Aos 27min, Ratinho voltou a ameaçar, em conclusão que passou perto da trave direita. No minuto seguinte, Neto Baiano bateu falta que raspou no travessão colorado.

Aos 42min, Edenilson chutou e o zagueiro Adalberto colocou a mão na bola no interior da área, mas o pênalti não foi marcado pela arbitragem. No lance seguinte, um duro golpe: após cobrança de escanteio, Flávio cabeceou e fez 2 a 0 para o CRB. Já nos acréscimos, William Pottker arriscou de longe e a bola saiu à esquerda do gol alagoano.

Ficha técnica:

CRB (2): Edson; Adriano, Flávio, Adalberto e Yuri; Diego, Edson Ratinho, Danilo Pires (Tony) e Chico; Erick Sales (Rodrigo Souza\) e Zé Carlos (Neto Baiano). Técnico: Dado Cavalcanti.

Internacional (0): Danilo Fernandes; Cláudio Winck (Carlos), Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Charles, Edenilson, Felipe Gutiérrez e D'Alessandro (Juan); Nico López (Marcelo Cirino) e William Pottker. Técnico: Guto Ferreira.

Gols: Diego (C), aos 44min do primeiro tempo, e Flávio (C), aos 44min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Zé Carlos (C); Klaus, Víctor Cuesta (I).

Arbitragem: Heber Roberto Lopes, auxiliado por Carlos Berkenbrock e Johnny Barros de Oliveira (trio de Santa Catarina).

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL.

Fonte: Site Oficial do INTER