segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

COM DOIS A MENOS, INTER JOGA MELHOR E ENCERRA COM FESTA NO OLÍMPICO

Heróico, com a garra digna de quem é o Maior do Sul, a Academia do Povo empatou sem gols com o Grêmio na tarde deste domingo, no último clássico da história do Olímpico, válido pela 38ª rodada do Brasileirão. Foi um resultado memorável dadas as circunstâncias do confronto no segundo tempo, quando Muriel e Leandro Damião foram expulsos.


Mesmo com dois jogadores a menos em campo, o Colorado conteve o rival dentro da sua casa. Se a estreia do estádio Olímpico foi 6 a 2 para o Inter, a encerração também foi festejada pelos Colorados, que deixam a sua marca: ganhar do Náutico nos Aflitos com 3 a menos é fácil, quero ver ganhar do Inter com 2 a mais.

Jogando de igual para igual o Inter tinha tudo para vencer mas logo no início do segundo tempo Muriel foi expulso ao tocar com a mão na bola fora da área. Dez minutos depois foi a vez do infantil Damião que agrediu o jogador adversário.

Mesmo com dois jogadores a menos o Inter foi guerreiro e mostrou o verdadeiro time que tem guarra aqui no sul e não teve trabalho para segurar um time incompetente como o da azenha que não soube explorar a vantagem numérica.

Adeus SALÃO DE FESTAS nós te inauguramos com o um show de futebol nos nossos 6 a 2 e agora vamos inaugurar o futuro PINICO azul com outra goleada.

38ª rodada
Grêmio 0 x 0 Inter

GRÊMIO Marcelo Grohe; Pará, Werley (Saimon), Naldo e Anderson Pico (Leandro); Fernando (Marquinhos), Souza, Léo Gago, Elano e Zé Roberto; André Lima. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

INTER Muriel; Edson Ratinho (Renan), Nei, Rodrigo Moledo e Fabrício; Ygor, Guiñazu, Josimar, Fred (Cassiano, depois Forlán) e D’Alessandro; Leandro Damião. Técnico: Osmar Loss

Cartões amarelos
Grêmio: André Lima
Inter: Fred, Renan, Cassiano
Cartões vermelhos
Grêmio: Saimon
Inter: Muriel, Leandro Damião

Fonte: www.scinternacional.net

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

PRIMEIRO TIME DE OSMAR LOSS TEM MASSARI E ELTON NAS LATERAIS

Treinador contou com retornos de Damião e Guiñazu das seleções

Em seu segundo treino à frente do Inter, Osmar Loss encaminhou a equipe que enfrentará a Portuguesa neste domingo, às 17h, no Beira-Rio. E o técnico colocou nas laterais Elton, improvisado na direita, e Massari na esquerda.


O trabalho contou com os retornos de Guiñazu e Leandro Damião, que estavam com as seleções da Argentina e Brasil, respectivamente, para o Superclássico das Américas, vencido pelo time de Mano Menezes, nos pênaltis. O goleador formou o ataque com Diego Forlán. Guiña, por sua vez, apenas correu ao redor do gramado. Lucas Lima entrou no meio, com Fred sendo recuado para atuar como volante ao lado de Ygor.

Já o time reserva contou com o retorno de Juan. O zagueiro havia sofrido uma lesão na região posterior do joelho esquerdo no treino do último sábado, que o impossibilitou de ficar à disposição contra o Corinthians e culminou na recusa de Bolívar a se concentrar com os companheiros.

Na segunda parte do treino, Loss sacou Massari, Lucas Lima e Forlán. Em seus lugares, entraram Zé Mário, Josimar e Cassiano, o que pode ser um indicativo de possíveis substituições no decorrer da partida.

Nei segue fora

Com situação contratual indefinida, Nei atuou na primeira parte do coletivo entre os suplentes, mas depois foi substituído por Edson Ratinho. Este último está suspenso, assim como Fabrício. Por causa de lesão no joelho esquerdo, Kleber só voltará a atuar em 2013.

O Inter treinou nesta quinta-feira com: Muriel; Elton, Rodrigo Moledo, Índio e Massari; Ygor, Fred, Lucas Lima e D’Alessandro; Diego Forlán e Leandro Damião. Para a partida contra a Portuguesa, a única novidade deverá ser o ingresso de Guiñazu na vaga de Lucas Lima.

Fonte: www.globoesporte.globo.com      

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

MAIS UM VEXAME EM CASA... INDIGNAÇÃO!!!

O Inter continua a séria vergonhosa em 2012, dessa vez foi derrotado ao natural por 2 a 0 pelo Corinthians, no Beira-Rio, em partida válida pela 36ª rodada do Brasileirão. Com uma apatia e sonolência IMPRESSIONANTES, os paulistas marcados nos minutos finais das etapas por Guerrero e Edenílson. Oitavo colocado, com 51 pontos, o Maior do Sul conta as horas para ver esse ano desastroso terminar...


Sobre o jogo?

Tem uma hora que a apatia do time é tão grande, tão corriqueira, que a gente perde a vontade de sempre dizer as mesmas coisas, reclamar as mesmas coisas.

Se é para jogar assim:

-BOTEM O TIME B

-DÊEM FÉRIAS PARA ESSE BANDO DE NÃO FAZ NADA

-INGRESSO GRÁTIS OU PAGUEM PARA OS SÓCIOS QUE FOREM AOS JOGOS

-MERECEM JOGAR NUM LIXÃO, E NÃO NO TEMPLO SAGRADO DO BEIRA-RIO, MESMO EM OBRAS.

Não é nem seja mais guerreiro, isso é INTER não é Grêmio, e vão se catar tudo!

No próximo domingo (25/11), o adversário é a Portuguesa, no Beira-Rio.

Ficha técnica:

Internacional (0): Muriel; Edson Ratinho (Elton), Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Ygor (Cassiano), Guiñazu, Fred e D'Alessandro; Diego Forlán (Rafael Moura) e Leandro Damião. Técnico: Fernandão.

Corinthians (2): Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas (Edenílson) e Danilo; Martínez (Emerson) e Guerrero (Romarinho). Técnico: Tite.

Gols: Guerrero (C), aos 47 minutos do primeiro tempo, Edenílson (C), aos 45 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Douglas, Alessandro, Chicão (C); Fabrício, Edson Ratinho (I).
Público: 8652 (6850 pagantes). Renda: R$ 114.600,00.

Foto: Alexandre Lops / Fonte: um colorado indignado

Fonte: www.scinternacional.net
MINHA VISÃO:

Honrem nosso manto e pelo menos joguem com seriedade contra Portuguesa, num jogo que interessa diretamente aos times do Nordeste, valorizem e respeitem aquele torcedor que vai ao Estádio que incentiva mesmo que seja à distância... Tem que ter Alma Colorada!!!

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

GUIÑAZU RETORNA AOS TREINOS E ESTÁ LIBERADO PARA ENCARAR O CORINTHIANS

Fernandão realizou uma atividade técnica na manhã desta quinta

Não é uma smples dorzinha que irá tirar o volante Guiñazu do confronto contra o Corinthians, domingo, no Beira-Rio. Recuperado de um desconforto na coxa esquerda, o argentino estava trabalhando separado do grupo desde a última semana. Retornou aos treinos justamente na manhã desta quinta-feira, no CT do Parque Gigante, e se confirmou para o duelo diante do Timão.


Com o retorno de Guina, perde-se uma vaga de estrangeiros, já que D’Alessandro e Diego Forlán também estão carimbados para o duelo. Dessa forma, Dátolo seguirá fora da lista de relacionados, mesmo que esteja recuperado de dores na região do púbis.

 
Guiñazu retorna aos treinos com o grupo do Inter
(Foto: Diego Guichard / GLOBOESPORTE.COM)

Fernandão não promoveu treino coletivo e a montagem da equipe titular. Realizou apenas uma atividade técnica, apenas em uma das metades do gramado, entre três equipes.


O campo com dimensões reduzidas propiciavam maiores chances de gol, bem aproveitadas por D’Alessandro, Diego Forlán, João Paulo e Cassiano. Do lado de fora, os jogadores que aguardavam a vez para atuar também podiam participar da atividade caso a bola passasse por perto das linhas demarcadas por pequenos cones.

Fernandão deverá confirmar a equipe em treino que será realizado na tarde de sexta-feira. O time seria encaminhado com: Muriel; Edson Ratinho (Nei), Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Ygor, Guiñazu, Fred e D’Alessandro; Diego Forlán e Leandro Damião.

Fonte: www.globoesporte.com






quarta-feira, 14 de novembro de 2012

PEQUENO COLORADO DE GARANHUNS-PE REALIZA SONHO E ENTRA EM CAMPO COM O TIME DO INTER EM RECIFE NO JOGO CONTRA O NAÚTICO

Luís Fabían entrando em campo com Josimar

No último dia 04/11 quando o INTER esteve na capital pernambucana para enfrentar o Naútico pelo Brasileiro o pequeno Colorado Luís Fabían de 5 anos de idade, filho do Sócio e Torcedor Luciano Emiliano "O Colorado de Garanhuns" realizou o sonho de entrar em campo com o time do INTER. Esse momento foi possível graças ao Vice-Presidente de Relações Sociais do INTER Gelson Pires que recebeu a família colorada do interior de Pernambuco no Hotel em que a delegação colorada ficou hospedada no Recife e possibilitou que o garotinho junto do seu irmão realiza-se o seu sonho. O Papai Colorado Luciano conta que é motivo de orgulho para o mesmo estar podendo passar para os filhos o seu amor pelo Internacional e agradece imensamente toda atenção que o clube tem com o mesmo através da sua diretoria.

Fábio Lucas de 10 anos irmão de Luís Fabían também entrou com o time Colorado ao lado de Lucas Lima. Foi a 4ª vez do Fábio que já está ficando experiente no assunto. 

Luciano Emiliano "O Colorado de Garanhuns-PE" com os filhos ao lado de Gelson Pires.


Fotos: Alexandre Lops e Arquivo Pessoal.


segunda-feira, 12 de novembro de 2012

E O VEXAME CONTINUA...

O Colrado segue com o ano de 2012 patético: além de apresentar uma atuação BISONHA, foi derrotado pela Ponte Preta por 1 a 0 no início da noite deste domingo em Campinas em jogo válido pela 35ª rodada.


O gol da vitória paulista foi marcado por Roger aos 25 minutos do primeiro tempo. Mesmo com as tentativas de Fernandão de tornar a equipe mais ofensiva na segunda etapa, faltou organização para o time criar situações e finalizar com perigo ao gol de Edson Bastos.

Com a derrota, o Inter segue parado nos 51 pontos e agora é oitava na tabela da competição. O Colorado volta a campo no próximo domingo quando recebe o Corinthians no Beira-Rio, às 19h30min. Já os paulistas vão a Pituaçu encarar o Bahia no mesmo dia, mas às 17h.

O que comentar colorados?? ACABE LOGO 2012

Ponte Preta (1): Édson Bastos; Cicinho, Ferron, Cléber e João Paulo (Tiago Alves); Baraka e Wendell Santos; Renê Júnior, Nikão (Uendel) e Rildo (Rossi); Roger. Técnico: Guto Ferreira.

Internacional (0): Muriel; Edson Ratinho, Bolívar, Juan (Elton) e Kleber (Fabrício); Ygor, Josimar (Cassiano), Fred e D’Alessandro; Forlán e Leandro Damião. Técnico: Fernandão.

Gols: Roger (P), aos 25min do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Bolívar, Fred, Fabrício, Edson Ratinho (I);

Fonte: www.scinternacional.net


sábado, 10 de novembro de 2012

TREINADOR JUSTIFICA RESERVA DE NEI POR INDEFINIÇÃO NA RENOVAÇÃO DO CONTRATO

Além do retorno de Bolívar, a escalação colorada para enfrentar a Ponte Preta no próximo domingo tem outra novidade. Edson Ratinho será o titular da lateral direita com Nei ficando fora até mesmo do banco de reservas. Fernandão justifica a decisão de afastar o camisa 4 pela indefinição quanto à renovação do contrato seu contrato com o Inter, que se encerra no fim de 2012.


“O Nei fica de fora para ver a situação, vou dar um tempo para ele pensar e ver o caso com a direção. Não sei até que ponto está atrapalhando a cabeça dele. Quem conhece o Nei sabe o que ele pode produzir. Sabe o que ele pode dar para a equipe. Conversei com ele no começo da semana sobre isso. Era minha intenção fazer a troca. Vamos deixar ele decidir o seu futuro”, afirmou o treinador.

Sem Nei e com Edson Ratinho na lateral, o Inter deve enfrentar a Ponte Preta no domingo com a seguinte escalação: Muriel; Edson Ratinho, Bolívar, Juan e Kleber; Ygor, Josimar, Fred e D’Alessandro; Forlán e Leandro Damião.

Fonte: www.finalsports.com.br

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

INTER PERDE PARA O NAÚTICO NO RECIFE

O Internacional foi derrotado por 3 a 0 pelo Náutico na noite deste domingo, nos Aflitos, em jogo válido pela 34ª rodada do Brasileirão. Os três gols foram marcados em lances de bola parada – Souza, duas vezes, em cobranças de falta no primeiro tempo, e Kieza, aproveitando de cabeça escanteio cobrado na etapa final, decidiram o placar.


Com o resultado, o Colorado fica na sexta posição, com 51 pontos, apesar de a vitória contra o Palmeiras estar sob judice, com julgamento previsto para o dia 8 de novembro. O time volta a campo no próximo domingo (11/11), quando encara a Ponte Preta em Campinas. Na sequência, nos dias 15 e 28, recebe Corinthians e Portuguesa no Beira-Rio. A última rodada será diante do Grêmio, dia 2 de dezembro, no Olímpico.

Inter enfrentou o Náutico, no Estádio dos Aflitos, pelo Brasileirão


Time desfalcado
O Inter foi à capital pernambucana sem três importantes jogadores, D'Alessandro, Forlán e Fred, que cumpriram suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, o volante Josimar, o meia Lucas Lima e o atacante Cassiano ganharam oportunidade entre os titulares. Recuperado de lesão, o artilheiro Leandro Damião voltou ao time.

O duelo nos Aflitos começou com jogadas ríspidas e muita disputa pela bola. Logo aos 3min, o zagueiro Jean Rolt deu entrada dura em Damião e foi advertido com o cartão amarelo. Pouco depois, Damião se estranhou com Rolt e também ficou pendurado. A forte marcação aplicada por ambos os times imperou nos 15 primeiros minutos. Ninguém conseguiu finalizar. A primeira chance foi do Inter, aos 15min20seg, quando Cassiano cruzou da linha de fundo e Damião cabeceou desviado para escanteio. O Colorado ganhou espaço em campo e passou a pressionar o Náutico, que ficou fechadinho na sua área, afastando o perigo na base dos chutões. Aos 18min, Kleber cruzou com efeito da esquerda e quase encobriu o goleiro Felipe.

Bola parada fatal
Porém, em lance de bola parada, os donos da casa abriram o placar. Aos 22min, Souza cobrou falta com qualidade e acertou o ângulo direito de Muriel. Embalado pela fanática torcida, o Nático ganhou confiança após o gol e lançou-se ao ataque. Aos 32min, Souza, novamente de falta, bateu forte e, contando com um desvio na barreira, ampliou a vantagem pernambucana. Aos 36min, Rhayner entrou na área em velocidade e tentou driblar Muriel, mas Rodrigo Moledo apareceu para cortar.

O Inter tentava explorar as jogadas pelo alto, mas a zaga adversária estava bem posicionada e conseguiu abafar as investidas. Aos 44min, Lucas Lima alçou na área e Felipe afastou a bola com um soco. Aos 47min, Kleber cobrou escanteio, Damião cabeceou e por pouco que Índio não conseguiu o desvio para o gol.

No intervalo, o técnico Fernandão promoveu duas substituições, colocando Fabrício e Otávio nos lugares de Josimar e Lucas Lima. O Inter voltou com mais diposição, mas o Náutico se fechou bem e segurou o ímpeto colorado. Aos 3min, Fabrício, que atuava como meia, lançou para Damião, que só não conseguiu a finalização porque o goleiro Felipe saiu nos seus pés.

O Náutico não demorou para reequilibrar o jogo. Aos 5min, em contra-ataque rápido, Rhayner chutou para defesa segura de Muriel. Aos 8min, o goleiro colorado saltou no canto esquerdo e evitou que Souza marcasse o seu terceiro gol de falta na partida. Aos 14min, Souza mais uma vez levou perigo na bola parada, em forte chute que passou próximo à trave esquerda. Aos 16min, Souza cobrou escanteio e Kieza cabeceou para fazer 3 a 0.

Aos 26min, Rafael Moura entrou no lugar de Cassiano. Dois minutos depois, Otávio fez jogada pessoal e quase que a bola sobrou para a conclusão de Moura na pequena área. O Colorado ainda tentou aos 33min, com Nei cobrando falta à esquerda de Felipe, e aos 42min, quando Damião chutou de primeira e a bola passou ao lado da trave direita.

"Sabíamos que jogar aqui é difícil. Hoje a bola prada nos venceu", disse o zagueiro Índio.

"Agora vamos trabalhar durante a semana e buscar a recuperação contra a Ponte Preta", projeta Kleber.

"A bola parada fez a diferença no primeiro tempo. Estávamos até criando chance até então. Depois sofremos com q falta de qualidade no nosso último passe. Agora vamos trabalhar para buscar contra a Ponte Preta", analisou o técnico Fernandão.

"Ainda temos quatro jogos, todos eles importantes. Iniciamos a busca ela vitória contra a Ponte Preta, no próximo domingo", afirma o presidente Giovanni Luigi.

Ficha técnica:
Náutico (3): Felipe; Patric (Alison), Alemão, Jean Rolt e Douglas; Elicarlos (Dadá), Souza, Josa e Rhayner; Rogério (Araújo) e Kieza. Técnico: Alexandre Gallo.

Internacional (0): Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Ygor, Guiñazu, Josimar (Fabrício) e Lucas Lima (Otávio); Cassiano (Rafael Moura) e Leandro Damião. Técnico: Fernandão.

Gols: Souza (N), aos 22 e 32 minutos do primeiro tempo, Kieza (N), aos 16min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Jean Rolt, Alemão, Patric, Dadá (N); Leandro Damião, Índio, Guiñazu, Rodrigo Moledo (I).

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio-GO, auxiliado por Janette Arcanjo-MG e Cleryston Barreto Rios-SE.
Local: Estádio dos Aflitos, Recife.

Fonte: www.internacional.com.br









segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Eu Vou!!!

COM ATITUDE, INTER VENCE 2ª SEGUIDA: 2 X 1 NO PALMEIRAS

O Maior do Sul conquistou pela 1° vez no campeonato a segunda vitória consecutiva, e a seguida de virada, o resultado mantem o Colorado na briga pela vaga na Libertadores do próximo ano. Neste sábado, com grande festa do povo vermelho, o time comandado por Fernandão ganhou o Palmeiras no Beira-Rio por 2 a 1 em jogo válido pela 33ª rodada da competição. Luan colocou o Alviverde na frente aos 20 minutos de jogo enquanto Fred, aos 34, e Rafael Moura, já aos 9 da segunda etapa, marcaram para o Campeão de Tudo.


O jogo foi bom, mas sempre com os nervos a flor da pele. O Inter tinha a posse de bola e boa troca de passes, o Palmeiras a bola parada e os contra-ataques. Ineficiente na marcação defensiva, o Colorado dos Pampas errou demais atrás e por diversas vezes quase sofreu 2 a 0, mesmo tendo a maior posse de bola. No 2° o Inter voltou melhor e mais perigoso, conseguiu a virada mas se recuou demais atrás contra um Palmeiras desesperado.

Após escanteio batido por Marcos Assunção, Barcos subiu com a mão e mandou para o fundo das redes. O árbitro Francisco Carlos Nascimento chegou a validar o gol, mas depois de uma conversa com o quarto árbitro decidiu por anular corretamente: futebol ainda não é volei!

Deu Inter, 2 a 1. Dalessandro, Muriel, Forlan, Guinazu, Fred foram os destaques do Inter. Rafael Moura atuou bem.

Com a vitória, o Inter vai aos 51 pontos e assume o quinto lugar na tabela do Brasileiro. Já o Palmeiras segue com 32 e numa difícil briga para escapar do rebaixamento. No próximo domingo, o Colorado vai a Recife enfrentar o Náutico no Estádio dos Aflitos, às 19h30min. No mesmo dia, o Alviverde recebe o Botafogo, às 17h.

INTER 2X1 PALMEIRAS

INTER: Muriel; Nei (Elton), Rodrigo Moledo, Índio e Kleber (Fabrício); Josimar, Guiñazu, Fred (Cassiano) e D'Alessandro; Forlán e Rafael Moura.
Técnico: Fernandão

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Mauricio Ramos, Henrique e Leandro (Juninho); João Denoni; Wesley (Maikon Leite), Marcos Assunção e Patrick Vieira; Luan (Obina) e Barcos.
Técnico: Gilson Kleina

Gols: Inter: Fred (34min/ºT), Rafael Moura (9min/2ºT) / Palmeiras: Luan (20min/1ºT)
Cartões: Inter: Josimar, Muriel, Forlán, D’Alessandro / Palmeiras: Mauricio Ramos, Henrique

Foto: Mauro Vieira / RBS
Fonte: www.scinternacional.net




sábado, 27 de outubro de 2012

INTER ENCARA O PALMEIRAS EM BUSCA DA SEGUNDA VITÓRIA SEGUIDA

O Internacional entra em campo às 16h20min deste sábado no Beira-Rio para receber o Palmeiras em busca da segunda vitória seguida – o que não acontece desde 25 de julho quando venceu o Figueirense após ter batido o Atlético-GO – para seguir com o sonho de disputar a Libertadores em 2013.


Após a vitória sobre o Vasco na última quarta-feira, o Colorado ficou a sete pontos do quarto colocado, o São Paulo. O objetivo é vencer o Palmeiras no jogo válido pela 33ª rodada da competição e contar com um tropeço dos paulistas, que enfrentam o Sport, em Recife.

Em relação ao time que venceu os cariocas em São Januário, a certeza de duas mudanças. O volante Ygor, que recebeu o terceiro cartão amarelo, será substituído por Josimar enquanto Dagoberto, lesionado, dá lugar a Rafael Moura. A equipe ainda deve ter uma alteração por questões técnicas na defesa. Índio, que volta de lesão, pode ganhar o lugar de Juan.

O adversário

Depois de vencer a Copa do Brasil, o Palmeiras vive um drama no Brasileirão. Restando seis rodadas para o término da competição, o Alviverde soma apenas 32 pontos e está a quatro do primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Bahia. O destaque da equipe nesta tarde é o retorno do meia Wesley, depois de sete meses afastado dos gramados.

> Campeonato Brasileiro

33ª rodada

Inter x Palmeiras

INTER
Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Juan (Índio) e Kleber; Josimar, Guiñazu, Fred e D'Alessandro; Forlán e Rafael Moura.
Técnico: Fernandão

PALMEIRAS
Bruno; Artur, Mauricio Ramos, Henrique e Juninho; João Denoni; Wesley, Marcos Assunção e Patrick Vieira; Luan e Barcos

Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (Fifa-AL)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)
Local: Estádio Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data: Sábado, 27 de outubro de 2012

Fonte: www.finalsports.com.br
Foto: Alexandre Lops



quinta-feira, 25 de outubro de 2012

EM NOITE INSPIRADA, D'ALE E FORLÁN DÃO A VITÓRIA AO COLORADO: INTER 2 X 1 VASCO

O Colorado venceu o Vasco da Gama de virada por 2 a 1 na noite desta quarta em São Januário e assim segue com chances (mesmo que mínimas) de conquistar uma vaga na Libertadores do próximo ano. Depois de sair atrás com um gol do ex-colorado Jonas, o time de Fernandão virou o marcador ainda no primeiro tempo com dois tentos de Forlán em passes milimétricos de D’Alessandro.

O time foi sólido durante quase toda a partida e através da posse de bola e boa troca de passes, soube envolver o time adversário. Liderados por D'alessandro, o grande maestro vermelho da partida, Forlan não teve dificuldades em marcar duas vezes. Vitória justa do Maior do Sul, entretanto, provavelmente muito tarde para enxer a torcida de esperanças após as duas últimas rodadas.

Com o resultado, o Colorado vai a 48 pontos e fica a sete do quarto colorado, o São Paulo. Os cariocas seguem em quinto, com 50. No próximo sábado, às 14h20min, o Inter recebe o Palmeiras no Beira-Rio.

Vasco Fernando Prass; Jonas, Dedé (Renato Silva), Douglas e Wendel; Felipe Bastos (Maicon Assis), Nilton, Juninho e Felipe (Marlone); Eder Luís e Carlos Alberto. Técnico: Marcelo Oliveira.

Inter Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Ygor, Guiñazu, D'Alessandro e Fred; Diego Forlán (Rafael Moura) e Dagoberto (Cassiano). Técnico: Fernandão.

Gols: Jonas (21/1º), Forlán (31/1º), Forlán (44/1º);
Cartões amarelos: Ygor, Guiñazu
Arbitragem: Heber Roberto Lopes
Local: São Januário, Rio de Janeiro

Foto: Alexandre Lops
Fonte: www.scinternacional.net


quarta-feira, 24 de outubro de 2012

SEM DAMIÃO, TIME TEM OS RETORNOS DE KLEBER E D'ALE

Fernandão comandou na manhã chuvosa desta segunda-feira o treinamento coletivo que serviu para encaminhar o time visando ao jogo da próxima quarta diante do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. Leandro Damião mais uma vez não participou do trabalho e está fora da partida em São Januário.


O lateral-esquerdo Kleber e o meia D'Alessandro, que ficaram no banco diante do Figueirense, voltam ao time titular. Diego Forlán, que estava com a seleção uruguaia, também ganha lugar na equipe na vaga de Cassiano. Recuperado de lesão, Índio trabalhou entre os reservas com Rodrigo Moledo e Juan formando a zaga titular.

Confira o time colorado no treino desta manhã: Muriel; Nei, Moledo, Juan e Kleber; Guiñazu, Ygor, Fred e D'Alessanro; Forlan e Dagoberto.

Foto: Celso Puppo/ AE /CP
Fonte: www.scinternacional.net


quinta-feira, 18 de outubro de 2012

A SAGA "VERGONHA 2012" CONTINUA: INTER 2 X 3 FIGUEIRA

A saga do péssimo ano de 2012 continua, dessa vez, mesmo jogando no Beira-Rio, o time colorado conseguiu a proeza de perder mais uma vez para um dos piores times do Brasileirão, foi derrotado de virada para o Figueirense por 3 a 2.


Depois de estar na frente por duas vezes, o alvi-rubro permitiu a virada aos 42 e 45 da segunda etapa. Dagoberto e Rafael Moura marcaram os gols gaúchos enquanto Aloísio, duas vezes, e Ronny anotaram para o Figueira.

Segue o mesmo filme desastroso! Com ou sem medalhões, o Inter precisa urgentemente planejar 2013 e corrigir os erros cometidos na atual temporada. Assim, não dá mesmo!

Com a derrota, o Inter segue com 45 pontos e dá adeus às chances de disputar a Libertadores do próximo ano. O Colorado volta a campo somente na próxima quarta-feira quando enfrenta o Vasco da Gama em São Januário, a partir das 20h30min.

Inter 2 x 3 Figueirense

INTER Muriel; Edson Ratinho, Rodrigo Moledo, Juan e Fabrício; Ygor (D’Alessandro), Guiñazu e Fred; Cassiano (Josimar), Leandro Damião (Rafael Moura) e Dagoberto. Técnico: Fernandão.

FIGUEIRENSE Wilson; Jackson (Elsinho), Canuto, Sandro e Hélder; Coutinho (Boti), Doriva, Claudinei e Ronny; Julio César (William) e Aloísio. Técnico: Márcio Goiano

Gols
Inter: Dagoberto (38min/1ºT) Rafael Moura (24min/2ºT)
Figueirense: Aloísio (45min/1ºT, 45min/2ºT), Rony (42min/2T)
Cartões amarelos
Inter: Ygor, Dagoberto, Guiñazu, Rodrigo Moledo, Fred
Figueirense: Elsinho, Claudinei, Aloísio

Foto: Alexandre Lops
Fonte: www.scinternacional.net




quarta-feira, 17 de outubro de 2012

MUDANÇA GERAL: FERNANDÃO TROCA 5 PEÇAS E KLEBER VAI PARA RESERVA

Fabrício treinou entre os titulares. Dagoberto atuou no ataque com Cassiano e Rafael Moura. D'Alessandro foi mantido entre os suplentes


Surpresas no time do Inter. Três dias após colocar o cargo à disposição, mas ser demovido da ideia pela direção, Fernandão alterou a fotografia do time do Inter de forma radical. No total, foram cinco peças trocadas em relação à equipe que perdeu por 3 a 1 para o Atlético-GO no último sábado. Entre elas, a saída de Kleber.Em processo de recuperação “gradual”, D’Alessandro foi mantido entre os reservas.

O lateral-esquerdo discutiu com Muriel após o segundo gol do Dragão no último final de semana. A direção evitou falar sobre uma possível multa ao camisa 6. O que se viu, no entanto, foi Kleber perder o lugar para Fabrício.


Fernandão encaminhou time para encarar o Figueirense (Foto: Tomás Hammes / GLOBOESPORTE.COM)E não foi só. Recuperado da indisposição estomacal, Juan atuou como companheiro de Rodrigo Moledo na zaga. As modificações no setor defensivo foram completas com Edson Ratinho, que substituiu Nei, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

No meio, mais mudanças. Bolatti deixou o time para a entrada de Josimar. Entretanto, o argentino pode não jogar, já que Guiñazu – que atua na noite desta terça-feira pela seleção da Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo – ligou se colocando à disposição de Fernandão. Dátolo foi a outra baixa no time titular. Mas não para a entrada de D’Alessandro. Assim como foi contra o Atlético-GO, o Camisa 10 deverá ser opção para a segunda etapa.

Dagoberto foi colocado entre os titulares, formando uma linha de três atacantes com Cassiano e Rafael Moura.

O time foi encaminhado com: Muriel; Edson Ratinho, Moledo, Juan, Fabrício; Ygor, Josimar e Fred; Dagoberto, Cassiano e Rafael Moura. A partida contra o Figueirense ocorre às 19h30m desta quarta-feira.

Fonte: globoesporte.globo.com





segunda-feira, 15 de outubro de 2012

MAIS UMA DA SÉRIE 2012: INTER PERDE PARA O LANTERNA

Um dos times caros, e um dos piores da história. Desde 2007 o time do Inter não deixava o torcedor tão decepcionado. Os jogadores conseguiram o improvável: após terminar o primeiro tempo na frente do marcador, gol de Fred, o praticamente rebaixado Atlético-GO conseguiu a virada em gols de bobeadas incrível da equipe de Fernandão. Em cinco minutos, sofreu dois gols e deixou o Serra Dourada, em Goiânia, com um vexatório 3 a 1.


A chance de conquistar a segunda vitória seguida estava desenhada, mas o Inter não soube aproveitar o fato de atuar contra o lanterna do Campeonato Brasileiro. O Inter abriu o placar com Fred, mas Adriano, Ricardo Bueno e Luciano marcaram para os goianos.

ATLÉTICO-GO 3 X 1 INTER

ATLÉTICO-GO: Márcio; Adriano, Gustavo, Diego Giaretta, Eron; Mahatma Gandhi (Luciano, aos 25min do 2ºT), Dodó, Marino (Carlos, aos 15min do 2ºT) e Hernandes; Felipe e Ricardo Bueno (Reniê, aos 34min do 2ºT). Técnico: Artur Neto

INTER: Muriel; Nei, Moledo, Jackson, Kleber; Ygor, Bolatti (Otávio, aos 25min do 2ºT), Fred e Dátolo (D'Alessandro, intervalo); Cassiano e Rafael Moura (Dagoberto, aos 13min do 2ºT).
Técnico: Fernandão

Gols: Fred (I), aos 15 minutos do primeiro tempo. Adriano (AGO), aos 10 minutos, Ricardo Bueno (AGO), aos 24 minutos, e Luciano, aos 29 minutos do segundo tempo
Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (SP), auxiliado por Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Carolina Romanholi Melo (CE).
Cartões amarelos: Nei, Rodrigo Moledo (I), Gandhi (AGO)

Foto: Alexandre Lops
Fonte: www.scinternacional.net




quinta-feira, 11 de outubro de 2012

INTER OPERÁRIO GOLEIA O GALO POR 3 X 0

Um Inter cheio de desfalques (seis titulares), não apenas apresentou um bom futebol e goleou o vice-líder Atlético-MG por 3 a 0 na noite desta quarta no Beira-Rio, mas também mostrou algo que não víamos a algum tempo: atitude, velocidade, muita vontade e disposição dentro das quatro linhas.


Um colorado cheio de operários mostrou como se vence um jogo: dentro de campo, e não no nome ou marketing de algum jogador. Depois de um 0 a 0 no primeiro tempo, Jackson, Fred e Cassiano anotaram os tentos colorados no segundo. Muriel ainda defendeu um pênalti cobrado por Jô aos 43 da etapa final.

Cassiano, Fred, Jackson, Josimar, Bolatti, foram muitos os destaques vermelhos. Com uma marcação agressive e rápida, o Maior do Sul foi melhor em quase todos os momentos da partida. O futuro do Inter esteve nesta quarta em campo. Chega de jogar pelo nome. Precisamos de experiência e não apenas de nome ou marca em campo.

Com a vitória, o Inter vai a 45 pontos e fica a cinco do quarto colocado, o Vasco da Gama, que perdeu para o São Paulo em São Januário. No próximo sábado, às 18h30min, o Colorado vai ao Serra Dourada enfrentar o Atlético-GO.

25ª rodada

Inter 3 x 0 Atlético-MG

INTER Muriel; Nei, Ygor, Jackson e Kleber; Bolatti, Josimar,Fred e Dátolo (Lucas Lima); Cassiano (Otávio) e Rafael Moura (Dagoberto). Técnico: Fernandão

ATLÉTICO-MG Giovanni; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Rafael Marques e Junior Cesar; Felippe Souto, Serginho (Neto Berola), Escudero (Leonardo), Bernard e Guilherme (Carlos César); Jô. Técnico: Cuca
Gols Inter: Jackson (20min/2ºT) Fred (34min/2ºT) e Cassiano (41min/2ºT)

Foto: Alexandre Lops/AI INTER
Fonte: www.scinternacional.net




segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O REI DOS EMPATES: SANTOS 1 X 1 INTER

O que esperar do Inter neste brasileiro? Não existe resposta mais fácil que essa, é o empate. Mais umas vez foi assim que terminou um jogo do Colorado após as inúmeras declarações durante a semada do tipo "Ainda acredito", "Série de Vitórias", o Inter não consegue vencer duas partidas seguindas NUNCA. Assim, ano que vem lutaremos pelo Bi da Sulamericana, e quem duvida, não assiste os jogos do Inter.


Santos e Inter empataram em 1 a 1, na Vila Belmiro. A partida foi marcada pela ausência de Neymar, suspenso, e Leandro Damião, lesionado. Coube a Bernardo, pelo lado santista, e Cassiano, para a equipe colorada, darem números ao placar.

O resultado mantém o Inter na sexta posição com 42 pontos, vê a distância para o pelotão da frente aumentar. Temos cadeira cativa na 6° posição!

Na próxima rodada,o Inter recebe o Atlético-MG, na quarta.

SANTOS: Rafael; Éwerthon Páscoa, Bruno Rodrigo, Durval e Gérson Magrão; Henrique, Arouca, Felipe Anderson e Bernardo (João Pedro); Miralles (Bill) e André (Patito Rodríguez). Técnico: Muricy Ramalho

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Jackson e Kleber (Fabrício); Ygor, Guiñazu, Fred (Cassiano) e Dátolo (Otavinho); Forlán e Rafael Moura. Técnico: Fernandão
Gols: SANTOS: Bernardo, aos 15 minutos do primeiro tempo / INTERNACIONAL: Cassiano, aos 6 minutos do segundo tempo

Foto: Alexandre Lops
Fonte: www.scinternacional.net




sexta-feira, 5 de outubro de 2012

DÁTOLO CONFIRMADO COMO SUBSTITUTO DE D'ALESSANDRO

O Internacional viaja com a escalação definida para enfrentar o Santos neste sábado, às 16h20min, na Vila Belmiro. Nesta manhã, o técnico Fernandão comandou um trabalho de bolas paradas onde Dátolo esteve entre os titulares. Após o treino, o treinador confirmou que o camisa 23 será o substituto de D’Alessandro, lesionado. Guiñazu, que estava com a seleção argentina para o Superclássico das Américas, também começa o jogo válido pela 28ª rodada do Brasileirão.


Além do meio-campo, o Inter também tem desfalques na defesa e no ataque. Sem Índio, Jackson será o companheiro de Rodrigo Moledo na zaga. Na frente, Rafael Moura, que retorna de lesão, aparece ao lado de Forlán. O Colorado enfrenta o Santos com a seguinte equipe: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Jackson e Kleber; Ygor, Guiñazu, Fred e Dátolo; Forlán e Rafael Moura.

Fonte: www.finalsports.com.br






terça-feira, 2 de outubro de 2012

SEM BRILHO E CRIATIVIDADE, INTER E CRUZEIRO EMPATAM SEM GOLS EM MINAS GERAIS

Sem D'Alessandro, poupado devido a um desconforto muscular na coxa esquerda, o Inter empatou com o Cruzeiro, neste sábado, em Minas Gerais, sem gols. Fraca tecnicamente, a partida exibiu dois times limitados em termos de criatividade e, consequentemente, em chances de gol.


Com o empate, o Inter soma agora 41 pontos e figura na sexta colocação, distanciando-se cada vez mais da Libertadores — está, agora, a seis pontos do grupo que se classifica à competição, já que o Vasco derrotou o Figueirense por 3 a 1 e soma 47 pontos. No próximo final de semana, encara o Santos, na Vila Belmiro.

Primeiro tempo

O jogo começou lá e cá. E a primeira chance foi do Inter. Na linha de fundo, lado direito, Damião passou por dois marcadores e cruzou. Caprichosamente, a bola passou por sobre Forlán e Fred, que não alcançaram. O Cruzeiro respondeu em um contra-ataque proporcionado por um erro de passe de Moledo, no meio. Borges quase abriu o placar. Na sequência, Nei cruzou e Damião desviou. Bem colocado, Fábio fez ótima defesa.

Os três lances anteriores de gol ocorreram antes dos 10 minutos, quando Ceará cruzou para a área e, antes que a bola encontrasse a cabeça de Borges ou as mãos de Muriel, Nei deslocou o atacante cruzeirense: pênalti. Na primeira cobrança, Borges converteu, mas a invasão na área de jogadores colorados e mineiros fez com que o árbitro Paulo César Oliveira mandasse repetir. Na nova tentativa, Borges chutou por cima, longe do gol de Muriel. E a partida seguiu 0 a 0.

A partir de então, o embate, que já tinha ritmo lento e muito mais marcado do que jogado, diminuiu mais ainda a velocidade. Permaneceu no meio, com o Inter sem encaixar contra-ataques e o Cruzeiro sem conseguir atacar com veemência. Apenas aos 26 minutos Montillo arriscou bom chute para ótima defesa de Muriel, em dois tempos.

Aos 30, Damião raspou de cabeça na meia esquerda para Forlán, que arrancou, invadiu a área e tentou o chute de esquerda. Para fora, sobre o gol de Fábio.

Enquanto o Cruzeiro arriscou com Borges, aos 30, após cobrança de falta, o Inter foi com força ao ataque aos 36. Moledo partiu em disparada e cruzou para Forlán. A zaga mineira afastou.

A melhor chance colorada no primeiro tempo ocorreu aos 41 minutos, depois de Forlán sofrer falta na meia esquerda, aos 39. Em jogada ensaiada, o uruguaio correu e deixou para Fabrício, que cruzou para a área. Livre, Ygor cabeceou com força. Fábio espalmou para escanteio. Aos 43, Damião recebeu na entrada da área após boa troca de passes. Ele girou e chutou forte para nova defesa de Fábio.

Fraco tecnicamente, o primeiro tempo não poderia ser sintetizado com um placar melhor: sem gols.

Segundo tempo

A entrada de Lucas Lima no lugar de Elton deu mais mobilidade ao meio-campo do Inter desde o início do segundo tempo. Com mais criação e menos contenção, as primeiras chances foram coloradas. Ambas, aos seis minutos. Primeiramente, Forlán passou por Léo e, já dentro da área, ergueu para Damião. Antes que o centroavante completasse para o gol, Thiago Carvalho afastou. No ataque seguinte, Damião arrancou pela direita em alta velocidade e cruzou para Forlán. Fábio, preciso, interceptou, espalmando, por baixo, para fora da área.

Sem criação, Roth optou por substituir o colombiano Diego Arias por Souza. Pouco mudou. Tanto que aos 18 minutos quem chegou com força de novo foi o Inter. Fabrício distribuiu para Damião, que dominou na entrada da área, girou e chutou no alto. Preciso, Fábio voou para espalmar para fora da grande área. A bola iria no ângulo esquerdo do goleiro cruzeirense.

Aos 22, Roth promoveu a entrada de Diego Renan no lugar de Ceará. Em lance duvidoso, Anselmo Ramon avançou pela ponta esquerda e tentou o cruzamento. A bola tocou no braço de Lucas Lima e saiu pela linha de fundo. Os jogadores cruzeirenses reclamaram um pênalti.

Na sequência, o Inter perdeu boa oportunidade em contra-ataque. Com três contra dois, Forlán inverteu para Fred, que não conseguiu dominar. Em seguida, aos 25 minutos, após boa troca de passes, Guiñazu recebeu na entrada da área e bateu para nova defesa de Fábio. Forlán, no rebote, quase aproveitou.

Aos 27, Anselmo Ramon deu lugar a Martinuccio, no Cruzeiro. E Fernandão promoveu a entrada de Jackson na posição de Índio. Enquanto isso, Muriel era atendido no gramado após dividida com Rodrigo Moledo. Para seguir em campo, o goleiro teve que vestir uma touca devido ao sangramento no olho esquerdo.

A melhor chance cruzeirense ocorreu aos 31 minutos, com Borges. Livre, na linha da pequena área, cara a cara com Muriel, ele cabeceou para fora. O goleiro colorado apenas observou. Estava batido em meio à falha grotesca na marcação colorada.

E a partida terminou passível de um resumo tal qual ao fim do primeiro tempo: fraca tecnicamente, sem criatividade, com poucas chances de gol, Inter e Cruzeiro empataram em 0 a 0. Resultado ruim para ambos.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO — 27ª RODADA — 29/9/2012

CRUZEIRO - 0

Fábio; Ceará (Diego Renan, 22'/2ºT), Léo, Thiago Carvalho e Everton; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Diego Arias (Souza, 11'/2ºT) e Montillo; Borges e Anselmo Ramon (Martinuccio, 27'/2ºT). Técnico: Celso Roth.

INTER - 0

Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio (Jackson, 27'/2ºT) e Fabrício; Ygor, Guiñazu, Elton (Lucas Lima/intervalo) e Fred; Diego Forlán (Cassiano, 43'/2ºT) e Leandro Damião. Técnico: Fernandão.

Cartões amarelos: Nei, Forlán, Fred (Inter);
Cartões vermelhoes: -
Arbitragem: Paulo César Oliveira, auxiliado por Marcelo Carvalho e Rogério Zanardo
Local: Estádio Dilzon Melo, em Varginha, Minas Gerais

Fonte: www.zerohora.clicrbs.com.br





quinta-feira, 27 de setembro de 2012

KLEBER E OTÁVIO SÃO NOVIDADES NA DELEGAÇÃO QUE VIAJA PARA ENCARAR O CRUZEIRO

Otavinho
Após o treinamento desta quinta-feira, o técnico Fernandão divulgou a lista de jogadores relacionados para a partida contra o Cruzeiro neste sábado, às 18h30min, em Varginha. O lateral Kleber e o atacante Otávio, que voltam de lesão, são as novidades na delegação que parte rumo a São Paulo à tarde. O elenco fica na capital paulista até sexta, onde realiza um treinamento e depois viaja para a cidade mineira.


Confira os 21 jogadores relacionados

Goleiros: Muriel e Renan

Laterais: Nei, Fabrício e Kleber

Zagueiros: Índio, Rodrigo Moledo e Jackson

Volantes: Guiñazu, Ygor, Elton e Josimar

Meias: D'Alessandro, Fred, Lucas Lima e João Paulo

Atacantes: Cassiano, Otávio, Forlán e Leandro Damião


Fonte: www.finalsports.com.br


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

INTER VENCE O BAHIA E ESPANTA CRISE

O Internacional venceu o Bahia por 3 a 1, na noite deste domingo, no estádio Beira Rio, e terminou com a crise que começava a se instalar no vestiário Colorado. Fred, Forlan e Leandro Damião marcaram os gols do Inter enquanto Kleberson descontou para os baianos. Com o resultado, o Inter chegou a 7a colocação no Campeonato Brasileiro com 40 pontos.


O Inter começou pressionando e chegou ao gol aos 12min. Em uma falha da zaga, Fred acertou um belo chute e abriu o placar. O Bahia buscou e teve uma grande chance aos 15, depois de uma falha coletiva do Inter. Aos 20min, Souza obrigou Muriel a fazer grande defesa e evitar o empate. Depois do gol, o Inter recuou e esperou o time baiano para explorar os contra-ataques. Em um desses, Forlan ampliou. Aos 36, D’alessandro fez ótima jogada e o craque uruguaio não teve dificuldade para marcar.

Logo no início da segunda etapa, o Inter definiu o placar. Leandro Damião acertou um belo chute de fora da área e fez o terceiro. O time Colorado comandou o jogo completamente. O Bahia batido, teve força apenas para descontar. Kléberson marcou após cobrança descanteio aos 45.

Fonte: www.finalsports.com.br






segunda-feira, 17 de setembro de 2012

INTER DECEPCIONA DE NOVO NO BEIRA-RIO

O Campeão de Tudo segue com a campanha medíocre no brasileiro, o Inter perdeu mais uma oportunidade de se aproximar do G4 e frustrou os planos de somar seis pontos nos dois jogos seguidos em casa. O time rubro apenas empatou 2 a 2 com o Sport , o time pernambucano abriu vantagem de 2 a 0 no primeiro tempo com gols de Rithely e Gilsinho. Cassiano e Leandro Damião empataram no segundo e, mesmo com a pressão no final, o resultado se manteve até o final.


Foram duas partidas de dois tempos distintos. O primeiro foi um clássico jogo só de ataque, tanto Inter como Sport marcavam muito mau, e as chances de gol foram diversas para os dois lados. Depois dos 30 minutos de jogo, o time colorado simplesmente parou, e o Sport começou a dominar a partida, foi neste momento que saiu o primeiro e o segundo gol pernambucano, o time do inter só assistia, e a torcida ficava irritada com a falta de reação e cobrava do time.

No segundo tempo, Fernandão foi para cima, com a entrada de Cassiano no lugar do estreante Rodrigo Dourado. O gol vermelho saiu após um escanteio, Leandro Damião e cruzou para Rodrigo Moledo cabecear, Saulo ainda fez a defesa, mas no rebote Cassiano fez o 2 a 1.

O gol deu ânimo para o Inter e o time seguiu na pressão. Fernandão ainda o apático Diego Forlán para a entrada de Lucas Lima. Aos 30, o gol colorado. Rodrigo Moledo cruzou e Leandro Damião empatou: 2 a 2. A virada colorada quase veio aos 34, mas o chute de D’Alessandro parou na defesa.

Com o resultado, o Colorado segue na sétima posição, agora com 37 pontos. No próximo domingo, o Inter joga novamente no Beira-Rio contra o Bahia, às 18h30min.

INTER 2 X 2 SPORT

INTER: Muriel; Edson Ratinho, Rodrigo Moledo, Índio e Zé Mário (João Paulo); Rodrigo Dourado (Cassiano), Guiñazu, Fred e D'Alessandro; Forlán (Lucas Lima) e Leandro Damião.

Técnico Fernandão.

SPORT: Saulo; Cicinho, Bruno Aguiar, Edcarlos e Renê (Willians); Tobi, Ritchely (Rivaldo), Moacir e Hugo; Gilsinho (William Rocha) e Felipe Azevedo.

Técnico Waldemar Lemos.

Gols: Ritchely (S), aos 35, Gilsinho (S), aos 41 minutos do primeiro tempo, Cassiano (I), aos 17, e Leandro Damião (I), aos 30 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Edcarlos (S), Cicinho (S), Gilsinho (S) e William Rocha (S).
Arbitragem: Heber Roberto Lopes (PR), auxiliado por Fabiano da Silva Ramires (ES) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA).
Público e renda: público total de 5.448 (4.481 pagantes) e 38.030,00 reais.

Foto: Alexandre Lops
Fonte: www.scinternacional.net




sábado, 15 de setembro de 2012

INTER TERÁ GAROTO RODRIGO DOURADO COMO TITULAR CONTRA O SPORT

O técnico Fernandão comandou na manhã desta sexta-feira o treinamento que definiu a equipe para enfrentar o Sport no domingo, às 18h30min, no Beira-Rio. Sofrendo novamente com desfalques, nove ao todo, o treinador promoverá a estreia do volante Rodrigo Dourado, de 18 anos, que disputa a Copa Hélio Dourado pelo time sub-23.


Dos noves ausentes, três são volantes. Elton está suspenso enquanto Ygor e Josimar foram vetados pelo Departamento Médico. Com Guiñazu, D'Alessandro e Forlán escalados, Bolatti não pode atuar pelo número de estrangeiros. Fernandão afirma que observa Rodrigo Dourado desde o juvenil e destaca a confiança me um bom rendimento do garoto no domingo.

“O Dourado é um menino que tem uma capacidade muito grande. Acompanho ele desde o ano passado quando estava no juvenil com o Clemer. Esse ano, tanto nos juniores quanto no time B, vem jogando bem, é capitão da equipe B. Estou com vários problemas no setor e prefiro promover a estreia do garoto a improvisar porque confio nele. É um jogador alto, com capacidade técnica e bom desarme”, declarou.

O Inter enfrentará o Sport no jogo válido pela 15ª rodada do Brasileirão com a seguinte equipe: Muriel; Edson Ratinho, Índio, Rodrigo Moledo e Zé Mario; Rodrigo Dourado, Guiñazu, Fred e D'Alessandro; Forlan e Leandro Damião. Fernandão não conta com: Josimar, Elton, Juan, Kleber, Nei, Dagoberto, Rafael Moura, Fabrício e Ygor.

Fonte: www.finalsports.com.br

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

MELHOR NO JOGO, MAS O RESULTADO FOI O DE SEMPRE

O Colorado foi melhor que o Botafogo no RJ, criou mais chances de gol, conseguiu marcar 1 a 0, mas como sempre não alcançou o objetivo que era a vitória para se aproximar do G4. Na noite desta quinta, o time de Fernandão saiu na frente com gol Leandro Damião aos 22 do segundo tempo, mas cedeu o empate dez minutos depois no tento de Cidinho, em erro do sistema defensivo.


Sobre o jogo: caso acabasse 1 a 0, o time colorado teria feito a partida tida como "perfeita", foi superior ao time carioca mesmo fora de casa, mais eficiênte na marcação e na criação das jogadas. Dalessandro, Forlan, Moledo perderam gols incríveis, entretanto, como vem sendo costume em todo ano de 2012, os detalhes e os erros na defesa, decreteram em mais um empate que não leva o Inter a nada neste brasileiro.

Com o empate em 1 a 1 na partida válida pela 24ª rodada do Brasileirão, o Colorado vai a 36 pontos e segue na sétima posição na tabela da competição. O Botafogo é o quinto, agora com 38. No próximo domingo, o Inter recebe o Sport no Beira-Rio, às 18h30min.

24° rodada - Botafogo 1x1 Inter

Botafogo Jefferson; Lucas, Fábio Ferreira, Dória e Márcio Azevedo; Jadson, Fellype Gabriel (Cidinho), Gabriel, Lodeiro (Sassá) e Andrezinho; e Elkson. Técnico Oswaldo de Oliveira

Inter Muriel; Edson Ratinho, Rodrigo Moledo, Índio e Zé Mário; Guiñazu, Elton, Fred (Jackson) e D’Alessandro; Cassiano (Forlán) e Leandro Damião. Técnico: Fernandão

Gols: Leandro Damião (22/2º), Cidinho (31/2º);
Cartões amarelos: Elton, D’Alessandro; Elkson

Fonte: www.scinternacional.net


segunda-feira, 10 de setembro de 2012

INTER PERDE POR 1 A 0 E COMEÇA A REPENSAR SUA VIDA NO BRASILEIRÃO

O Inter não teve forças para segurar o líder do Brasileirão, perdeu por 1 a 0 para o Fluminense, no Beira-Rio e, agora, 15 pontos atrás da equipe de Abel Braga, começa a repensar a sua vida no Brasileirão. Na quinta-feira, diante do Botafogo, no Rio, Fernandão terá os retornos de Guiñazu, Forlán e Damião.


Antes de iniciar o novo encontro de Abel Braga com o Inter, o treinador do Fluminense deu um abraço no técnico do Inter e seu capitão em 2006, Fernandão, e disse:

– Fernandão era o treinador dentro de campo. Só deixou de ser em campo e virou treinador aqui fora.

Em campo, aos poucos, o Fluminense foi demonstrando a sua maior categoria diante de um Inter desfalcado e passou a pressionar a defesa colorada. Ainda nos primeiros minutos, dois lances polêmicos. O meia Fred invadiu a área e chocou-se com Leandro Euzébio. O árbitro Wilton Pereira Sampaio não marcou o pênalti e deu cartão amarelo para Dagoberto, por reclamação. Na sequência, o atacante Fred deu um drible constrangedor em Rodrigo Moledo, tomou a frente, invadiu a área e foi ao chão reclamando ter sido tocado pelo zagueiro. O árbitro mandou o lance seguir, mas não deu cartão para o jogador do Fluminense.

Sem grandes alternativas de ataque, o Inter chegava nas cercanias da área carioca, mas não sabia o que fazer com a bola. Sem penetração, a equipe tentava alguns lançamentos, que paravam sempre nas mãos de Cavalieri ou nos pés de Gum e de Euzébio.

Aos 28 minutos, um erro grosseiro de Elton permitiu que o Fluminense saísse na frente. O volante perdeu uma jogada de corpo para o pequeno Wellington Nem, que correu pelo menos 60 metros sem ser parado por Elton – que ficou o tempo todo a seu lado –, até passar para Fred bater na saída de Muriel. Após o gol, a torcida passou a pedir Bolatti cada vez que Elton tocava na bola.

A reação do Inter ficou apenas na tentativa. As raras jogadas de ataque terminaram em chutes sem direção ou na mão do goleiro do Fluminense.

– Não jogamos no primeiro tempo – lamentou-se Moledo, no intervalo.

Logo no começo do segundo tempo, uma nova falha de marcação permitiu que Wellington Nem passasse por três jogadores e ficasse cara a cara com Muriel, que fez uma defesa arrojada, nos pés do atacante.

Após esse novo susto, o Inter cresceu na partida. Dagoberto só não marcou porque Leandro Euzébio salvou de cabeça, quando Cavalieri já estava fora da jogada. Na pressão, o Inter reclamou um pênalti de Bruno, que teria tocado a bola com a mão, dentro da área.

O jogo seguia disputado quando Nei foi expulso ao parar um contra-ataque de Nem (o melhor em campo) com falta. Mas não demorou para o Fluminense também ter um expulso: Leandro Euzébio, por revidar com um chute um empurrão de Índio.

O Inter pressionava pelo empate, enquanto o Fluminense tentava encaixar um contra-ataque para definir o jogo. Apesar da insistência, o Inter não conseguia uma boa conclusão a gol. Elton, aos 35, chutou por cima, na melhor oportunidade da equipe.

Ao final, um novo revés em casa e o desfalcado time de Fernandão fica cada vez mais atrasado na tabela do Brasileirão.

Brasileirão – 23ª rodada – 9/9/2012

INTER 0
Muriel; Nei, Índio, Rodrigo Moledo, Fabrício; Josimar (Bolatti, 41'/2º), Elton, Fred, Dátolo (Mike, 28'/2º); Cassiano (Lucas Lima, 25'/2º), Dagoberto. Técnico: Fernandão

FLUMINENSE 1

Diego Cavalieri; Bruno Vieira, Gum, Leandro Euzébio, Carlinhos (Wallace, 27'/2º); Edinho, Jean, Wagner (Diguinho, 9'/1º), Thiago Neves; Welington Nem (Samuel, 28'/2º),
Fred. Técnico: Abel Braga

Gols: Fred (F), aos 28min do primeiro tempo. Cartões amarelos: Dagoberto, Elton, Nei, Josimar, Índio (I); Gum, Edinho, Cavalieri, Wallace (F). Expulsões: Nei e Fabrício (I) e Leandro Euzébio (F). Renda: R$ 111.980. Público: 7.347 (com 6.060 pagantes). Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (GO/Aspirante Fifa), auxiliado por Fabrício Vilarinho Silva (GO/Fifa) e Guilherme Dias Camilo (MG/Aspirante Fifa). Local: Estádio Beira-Rio.

Próximo jogo
Brasileirão
Botafogo x Inter
Quinta-feira
13/9/2012
21h
Engenhão
Rio de Janeiro

Fonte: www.zerohora.clicrbs.com.br/rs/esportes/inter



quinta-feira, 6 de setembro de 2012

SEM RAFAEL MOURA, CASSIANO PODE RECEBER CHANCE DE TITULAR CONTRA O FLU

Rafael Moura deixou o empate com o São Paulo ainda no invervalo com uma lesão muscular na coxa direita. O tempo de parada do jogador ainda será avaliado pelos médicos no retorno da delegação a Porto Alegre, mas o técnico Fernandão já projeta o time para a partida contra o Fluminense no domingo sem o centroavante. O jovem Cassiano, que entrou lugar de Moura no Morumbi, ganhou elogios do treinador e pode receber sua primeira oportunidade como titular. Mike é a outra opção.


“Gostei do Cassiano, entrou, é um jogador jovem, alto e rápido. Ele conseguiu segurar bem a bola, tabelar. É lógico que a sequência vai fazer com que ele mostre se tem ou não condição de permanecer no grupo, mas é um jogador que tem capecidade e futuro. Gostei muito da entrada dele hoje. Com o Mike muda o estilo, é um jogador mais leve. Vamos trabalhar sexta e sábado e definir para domingo”, analisou.

Além de Rafael Moura, o Inter não terá D’Alessandro, expulso contra o São Paulo, diante do Fluminense. Fred, que cumpriu suspensão nesta quarta, retorna. Juan, Ygor e Klebem desfalcam o time mais uma vez.

Foto: Alexandre Lops
Fonte: www.finalsports.com.br





COM GOLAÇO, EXPULSÃO E PÉSSIMA ARBITRAGEM, INTER EMPATA MAIS UMA

São Paulo e Inter entraram no Morumbi para fazer um confronto direto em busca do G-4, mas o resultado final de 1 a 1, com gols marcados por Dagoberto e Maicon, deixou o Inter empacado na tabela e perdendo uma boa chance de ficar mais próximos da classificação para a próxima Libertadores. Ambos ficam com 35 pontos e enxergam à distância o quarto colocado Vasco, com 39 pontos.


Desfalcado de Forlán, Leandro Damião, Guiñazu, Ygor, Fred, Juan e Kléber, o Maior do Sul até deve comemorar o empate fora de casa, pois ficou com um a menos no final - D'Alessandro foi expulso no segundo tempo. Tirando a má arbitragem do jogo, o time vermelho apenas começou bem até tomar o gol versão "stop" ou estúpido, a partir daí, os colorados não se encontraram mais em campo. Se o resultado foi bom devido as circunstâncias, foi péssimo para as pretensões vermelhas no brasileiro: não conseguimos ter nenhuma sequência de vitórias mais uma vez, e empates, não levam a lugar nenhum na classificação. O Inter agora é o sexto, com apenas 35 pontos.

Neste domingo, pegamos o Fluminense, no Beira-Rio. É vencer ou perder?

SP 1X1 INTER - BRASILEIRO 2012

SÃO PAULO Rogério Ceni; Douglas, Rafael Tolói, Rhodolfo e Cortez; Paulo Assunção (Ademilson), Denílson, Maicon (Willian José) e Jadson; Osvaldo e Luís Fabiano. Treinador: Ney Franco

INTER Muriel; Nei, Índio, Rodrigo Moledo e Fabrício; Elton, Josimar; Lucas Lima (Dátolo), D¿Alessandro e Dagoberto (Bolatti); Rafael Moura (Cassiano). Treinador: Fernandão

Cartões amarelos: SÃO PAULO: Maicon / INTER: Nei, Rodrigo Moledo e Élton

Foto: AI INTER
Fonte: www.scinternacional.net


quarta-feira, 5 de setembro de 2012

INTER TENTA CONFIRMAR RECUPERAÇÃO DIANTE DO SÃO PAULO NO MORUMBI

O Internacional entra em campo às 22h desta quarta-feira no Morumbi para enfrentar o São Paulo pela 22ª rodada do Brasileirão em um jogo chave na briga para se aproximar da zona de classificação à Libertadores da América. Empatados com 34 pontos, os dois times estão a quatro do último integrante do G4, o Vasco da Gama, que tem 38.


Após quebrar o jejum de quatro jogos sem vitória na goleada por 4 a 1 sobre o Flamengo no último domingo, o Inter sofre com os desfalques para a partida desta noite. O time que entra em campo no Morumbi tem quatro mudanças em relação ao que bateu o Rubro-Negro. Guiñazu, Forlán e Leandro Damião servem às seleções nacionais na data Fifa enquanto Fred cumpre suspensão. Elton, Dagoberto, Rafael Moura e Lucas Lima entram na equipe.

Mesmo com as alterações, o técnico Fernandão acredita que a equipe pode repetir a forma de atuar do domingo pressionando o adversário no seu campo. O treinador colorado ressalta que a presença de D’Alessandro aumenta a posse de bola do time, o que permite ao Inter ser mais ofensivo mesmo jogando fora de casa.

“Fora de casa você normalmente é mais agredido pelo adversário e em alguns momentos acabamos defendendo mais baixo pelas características dos atletas que estavam em campo. Jogadores como Dagoberto, D’Alessandro e Lucas Lima me dão a capacidade de ter a posse de bola e poder fazer uma marcação mais agressiva. Com eles, posso segurar a bola e trocar passes no campo adversário”, analisou o técnico em sua última entrevista antes do jogo.

Inter e São Paulo já se enfrentaram 47 vezes em Campeonatos Brasileiros desde 1971. Os paulistas levam vantagem com 21 vitórias contra 13 dos gaúchos. Outros 13 jogos terminaram empatados. No confronto do primeiro turno do Brasileirão deste ano, o Colorado levou a melhor com um triunfo por 1 a 0, gol de D’Alessandro.

O adversário

O São Paulo também tem desfalque por conta de convocação. O atacante Lucas serve à seleção brasileira e dá lugar a Osvaldo no time de Ney Franco. Em contrapartida, o centroavante Luis Fabiano, que marcou 10 gols nos 10 jogos que participou neste Brasileirão, retorna após cumprir suspensão. O Tricolor paulista busca recuperação na competição após a derrota de 1 a 0 para o Bahia no último domingo em Pituaçu.

> Campeonato Brasileiro
22ª rodada
São Paulo x Inter

SÃO PAULO

Rogério Ceni; Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Paulo Assunção, Denilson, Maicon e Jadson; Osvaldo e Luis Fabiano.
Tecnico: Ney Franco

INTER

Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Josimar, Elton, Lucas Lima e D'Alessandro; Dagoberto e Rafael Moura.
Técnico: Fernandão.

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Rodrigo Joia (Fifa-RJ) e Rodrigo Correa (RJ)
Local: Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)
Data: Quarta-feira, 5 de setembro
Horário: 22h

Foto: Alexandre Lops

Fonte: www.finalsports.com.br



segunda-feira, 3 de setembro de 2012

JOGANDO BEM, FORLÁN DESENCANTA E INTER GOLEIA O FLAMENGO


Na volta de D'Alessandro, o time colorado jogou sob pressão, mas a dupla porteña colorada comandou a vitória de virada do Campeão de Tudo sobre o Flamengo por 4 a 1, no Beira-Rio. Forlán marcou dois gols, Josimar fez o 3° e Damião fechou o placar.

Saiu barato para o time de Dorival. Se não fosse a falha de Muriel logo no primeiro tempo, e o gol de Wagner Love, a Academia do Povo venceria com muita tranquilidade o time carioca.

Mostrando mais determinação e empenho, o alvi-rubro foi para cima desde o começo. Fórlan empatou após um erro do lateral Ramón, depois do empate, o time vermelho criou chance atrás de chance, e o segundo gol não demorou muito em sair, ele veio com Josimar em um canhão após cobrança de escanteio.

No segundo tempo, o Flamengo se atirou para frente, e o Inter abusou da velocidade para contra atacar, em lance de Damião que passou para D'Alessandro, o meia chutou e sobrou nos pés de Forlán, com categoria fazer o 3 a 1. Após o gol, o adversário sentiu, e o time de Fernandão abusou de criar chances. O quarto gol veio com Damião de cabeça, após um belo cruzamento de Fabrício.

Com a vitória, o Inter volta a se aproximar dos quatro que ganham vaga à Libertadores. Ainda está em sexto lugar com 34 pontos, mas reduziu a desvantagem para o Vasco para quatro.

INTER 4 X 1 FLAMENGO

INTER: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Josimar, Guiñazu, Fred e D'Alessandro (Lucas Lima); Forlán (Dagoberto) e Leandro Damião (Rafael Moura).
Técnico: Fernandão.

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Welinton, González e Ramon; Cáceres, Luiz Antonio (Matheus), Ibson; Thomás (Liedson), Negueba (Bottinelli) e Vagner Love.
Técnico: Dorival Júnior.

Gols: Diego Forlán (28min/1ºT e 21min/2ºT), Josimar (40min/1ºT) e Leandro Damião (30min/2ºT) para o Inter; Vagner Love (15min/1ºT) para o Flamengo.
Cartões amarelos: Fred, Leandro Damião, Guiñazu (I); Cáceres, González (F).
Arbitragem: Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP), com Roberto Braatz (Fifa/PR) e Marcio Eustaquio S. Santiago (Fifa/MG).
Público: 12.115, com renda de R$ 194.550.

Foto: Pedro Revillion
Fonte: www.scinternacional.net




sábado, 1 de setembro de 2012

FERNANDÃO TROCA ZAGA E BARRA BOLÍVAR

O Inter terá mudanças para o confronto com o Flamengo, às 16h deste domingo, no Beira-Rio. E não é só o retorno de D'Alessandro ao meio-campo. O zagueiro Bolívar deixou o time titular e perdeu a posição para Rodrigo Moledo no treinamento da manhã deste sábado, no Beira-Rio.


Inicialmente marcado para o CT do Parque Gigante, o treino aconteceu no estádio. Do lado de fora, seis carros da Brigada Militar davam segurança para que nenhum novo protesto ou invasão acontecesse.

Dentro do estádio, Fernandão comandou um treinamento coletivo. Os zagueiros ficavam na linha do meio-campo, para obrigar os atacantes e meias a marcarem a saída de bola dos reservas. Ygor ficou fora da relação e dá lugar a Josimar.

"Diminui, diminui", gritava Fernandão, pedindo intensidade no treino.

A saída de Bolívar foi um dos pedidos da torcida em reunião com o vice de Futebol Luciano Davi, após o protesto desta sexta-feira.

O time titular teve Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Fabrício; Josimar, Guiñazu, Fred e D'Alessandro; Forlán e Leandro Damião. Já os reservas trabalharam com Renan; Edson Ratinho, Bolívar, Dalton e Zé Mário; Jackson, João Paulo, Lucas Lima e Mike; Dagoberto e Rafael Moura.

Fonte: www.finalsports.com.br



quinta-feira, 30 de agosto de 2012

INTER PERDE PARA O CORITIBA E CHEGA AO QUARTO JOGO SEM VITÓRIA

O Internacional foi derrotado pelo Coritiba por 1 a 0 no Couto Pereira na noite desta quarta-feira na abertura do segundo turno do Brasileirão e chegou ao quarto jogo sem vitória na competição. O gol do Coxa foi marcado por Rafinha no começo da segunda etapa. Com o resultado, Fernandão chega ao seu 10ª jogo (mesmo número de Dorival Júnior) no comando colorado com pontuação inferior ao do seu antecessor (16 a 15).


Com a derrota, o Inter para nos 31 pontos e deve ver a distância para o G4 aumentar ao final da 20ª rodada. Já o Coritiba chega aos 22 e se afasta da zona de rebaixamento. No próximo domingo, o Inter reencontra o técnico Dorival Júnior no jogo contra o Flamengo, às 16h, no Beira-Rio. No mesmo dia, mas às 18h30min, o Coxa encara o Botafogo no Rio de Janeiro.

O jogo

Mal a bola rolou no Couto Pereira e o técnico Fernandão já teve que fazer a primeira mudança na equipe colorada. Aos 4 minutos, o zagueiro Juan sentiu dores musculares na coxa esquerda e deixou o jogo. Índio entrou na equipe.

Os dois times começaram o jogo em ritmo lento. A primeira chance aconteceu somente aos 20 minutos. E que chance! Fred fez jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Forlán. O uruguaio recebeu com o gol aberto, sozinho , mas bateu mal, muito mal, por cima do gol de Vanderlei perdendo uma chance incrível para abrir o marcador.

Damião acertou o travessão no primeiro tempo - Foto: Alexandre Lops

O Inter tinha dificuldades na partida, mas ainda assim levou perigo novamente, aos 25, quando Damião chutou de longe e acertou o travessão. Quase um golaço do centroavante colorado.

Apesar das duas chances, o jogo era fraco. O Coxa tinha mais posse, mas não conseguia chegar ao gol de Muriel. Já o Colorado tinha dificuldade para criar e exagerava nos erros de passes. Com os dois times tão pouco inspirados, o placar ao final do primeiro tempo não poderia ser outro que não o 0 a 0.

Para o segundo tempo, o Coritiba voltou com uma mudança no ataque: Marcel no lugar de Alex Santos. Já o Inter seguiu com o mesmo time.

O Coxa iniciou a etapa final com mais ímpeto e procurando os lados do campo para atacar. O Colorado seguia com dificuldades no setor ofensivo. As única iniciativas eram com o garoto Fred, mas sem sucesso.

E aos 10 minutos o Coritiba chegou ao gol. Lincoln saiu na cara de Muriel e foi parado pelo arqueiro colorado. Na sobra, Bolívar tentou afastar, mas a bola bateu em Rafinha e morreu no fundo da rede, 1 a 0 para o time da casa.

Logo após o gol, Fernandão mexeu duas vezes. Primeiro no ataque, Mike na vaga de Forlán, mais uma vez de atuação apagada. Em seguida, Marcos Aurélio entrou no lugar do lateral Kleber – Elton foi para a lateral direita com Nei deslocado para a esquerda.

E Marcos Aurélio quase marcou em sua primeira participação. Aos 25, ele bateu falta e obrigou o goleiro Vanderlei uma fazer grande defesa mandando a bola para escanteio. Na cobrança, Ygor ganhou da defesa e cabeceou raspando à trave.

Fred teve a última chance para empatar o jogo - Foto: Alexandre Lops

O Inter seguiu tentando o gol, porém, com pouca criatividade. Elton fez jogada individual aos 38, mas finalizou para fora. Eltinho ainda teve chance de ampliar aos 42 em cobrança de falta que passou perto do gol de Muriel. A última chance colorada aconteceu já aos 47 em belo chute de Fred, mas Vanderlei fez a defesa acabando com a esperança vermelha. Final de jogo no Couto Pereira: Coritiba 1 x 0 Inter.

> Brasileirão
20ª rodada
Coritiba 1 x 0 Inter

CORITIBA

Vanderlei; Ayrton, Pereira, Escudero e Eltinho; Willian, Chico (Junior Urso), Robinho, Lincoln (Gil); Rafinha e Alex Santos (Marcel).
Técnico: Marcelo Oliveira

INTER

Muriel; Nei, Bolívar, Juan (Índio) e Kleber (Marcos Aurélio); Ygor, Elton, Guiñazu e Fred; Forlán (Mike) e Leandro Damião.
Técnico: Fernandão

Gol
Coritiba: Rafinha (10min/2ºT)
Cartões amarelos
Coritiba: Escudero, Lincoln, Chico
Inter: Elton, Forlán, Leandro Damião
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ)
Assistentes: Marco Pessanha (RJ) e Eduardo Couto (RJ)
Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: Quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Fonte: www.finalsports.com.br





quarta-feira, 29 de agosto de 2012

APÓS DERROTA NO GRE-NAL, INTER BUSCA RECUPERAÇÃO CONTRA O CORITIBA FORA DE CASA

O Internacional terminou o primeiro turno do Brasileirão da pior forma possível: derrota no Gre-Nal dentro do Beira-Rio e queda na tabela de classificação. Agora, o time do técnico Fernandão busca reabilitação no começo do segundo diante do Coritiba nesta quarta-feira, às 19h30min, no Couto Pereira.


Fernandão admite que ficou devendo em seus primeiros jogos no comando colorado e projeta a conquista de no mínimo 39 pontos no segundo turno. O Inter somou 31 até agora e ocupa a sexta posição no Brasileirão. Com o treinador, 15 pontos conquistados em nove partidas

“Dentro da minha projeção, estou cinco ou sete pontos atrás do que pensei quando assumi. Temos 19 rodadas pela frente e vamos trabalhar pensando só no Inter. Não adianta secar. Vamos tentar superar os 70 pontos e ver onde a gente chega”, analisa.

Dentro de campo, Fernandão conta com o retorno de Elton, que ficou fora do Gre-Nal do último domingo devido a uma torção no torzelo direito. Assim, volta a formação com três volantes, Kleber passa para a lateral e Fabrício vai para o banco. O restante do time é o mesmo que começou o clássico.

O Inter leva vantagem nos confrontos com o Coritiba pelo Brasileirão. Em 36 jogos, o time gaúcho conquistou 15 vitórias e sofreu 10 derrotas. Onze partidas terminaram empatadas. No primeiro turno, o Colorado bateu o Coxa no Beira-Rio por 2 a 0, gols de Dagoberto e Leandro Damião.

> O adversário

Depois de chegar à final da Copa do Brasil, quando foi derrotado pelo Palmeiras, o Coritiba não conseguiu repetir a boa campanha no primeiro turno do Brasileiro. O time do técnico Marcelo Oliveira ocupa apenas a 15ª posição com 19 pontos, apenas três acima da zona de rebaixamento. Na última rodada, o Coxa perdeu para o lanterna Figueirense por 3 a 1, em Florianópolis.

> Brasileirão
20ª rodada

Coritiba x Inter

CORITIBA
Vanderlei; Ayrton, Pereira, Escudero e Eltinho; Willian, Junior Urso, Robinho, Rafinha e Rafael Silva; Anderson Aquino.
Técnico: Marcelo Oliveira

INTER
Muriel; Nei, Bolívar, Juan e Kleber; Ygor, Elton, Guiñazu e Fred; Forlán e Leandro Damião.
Técnico: Fernandão

Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ)
Assistentes: Marco Pessanha (RJ) e Eduardo Couto (RJ)
Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: Quarta-feira, 29 de agosto de 2012
Horário: 19h30min

Fonte: www.finalsports.com.br





segunda-feira, 27 de agosto de 2012

INTER JOGA MELHOR, MAS ERROS E CANSAÇO FORAM FATAIS NO GRE-NAL

O time colorado foi punido por seus próprios erros, e acabou derrotado pelo Grêmio no clássico Gre-Nal do Campeonato Brasileiro, no Beira-Rio. O time vermelho cansou de perder gols, principalmente nos pés de Forlán e Damião. Após uma falha defensiva, em uma saída atrapalhada de Muriel, os azuis sairam na frente com Elano aos 10 minutos, mas o Inter se recuperou e fez um bom primeiro tempo, mantendo o mesmo ritmo forte no início do segundo.


Mas após os 20 minutos da etapa final, a Academia do Povo cansou e não conseguiu manter o ritmo para buscar o empate contra um organizado rival.

O time lutou, brigou, mas pagou caro por seus erros. Vale lembrar as duas cortadas dos jogadores do Grêmio dentro da área, que nada foi marcado pelo árbritro tricolor Leandro Vuaden.

INTER 0X1 GRÊMIO

INTER: Muriel; Nei, Bolívar, Juan e Fabrício; Ygor (Dátolo), Guiñazu, Fred e Kleber (Dagoberto); Forlán, L. Damião.
Técnico: Fernandão

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Werley (Naldo), Gilberto Silva e Pico; Fernando, Souza, Elano (Marquinhos), Zé Roberto; Kleber e Marcelo Moreno (Leandro).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Gol: Elano, aos 7/1º;
Arbitragem: Leandro Vuaden (RS), com Altermir Hausmann e Rafael da Silva Alves.
Cartões Amarelos: Fabrício (I); Marquinhos (G); Gilberto Silva (G); Juan (I); Anderson Pico (G); Dagoberto (I); Fred (I).

Foto: Marcelo Oliveira
Fonte: www.scinternacional.net




sexta-feira, 24 de agosto de 2012

INTER FAZ MISTÉRIO E JOGADORES VÃO PARA O BEIRA-RIO EM ÔNIBUS "CAVEIRÃO"

Inter faz mistério até no ônibus que levou os atletas - Cristiano Munari


Mais uma vez, o Inter adotou o mistério como arma visando ao Gre-Nal 393 do próximo domingo. Nesta sexta-feira, o técnico Fernandão comandou o segundo treino fechado da semana. A imprensa novamente teve apenas acesso ao CT Parque Gigante onde será realizada a entrevista do treinador após o treinamento. O deslocamento dos jogadores até o Beira-Rio aconteceu em micro-ônibus com vidros escuros impedindo a visualização dos ocupantes.

O volante Elton, que sofreu uma torção no tornozelo no começo da semana, não participou no treinamento da quinta-feira, quando Fernandão testou a formação com Fred e Dátolo juntos no meio-campo. Juan também trabalhou na defesa e tem chances de começar pela primeira vez uma partida como titular no domingo.

Com isso, a provável escalação tem: Muriel; Nei, Bolívar (Juan), Índio e Kleber; Ygor, Guiñazu,Fred e Dátolo; Forlán e Leandro Damião.

O Inter volta treinar no sábado, quando deve acontecer o tradicional rachão de véspera de jogo. O Gre-Nal 393 aconce às 16h do próximo domingo no Beira-Rio.

Fonte: www.finalsports.com.br





segunda-feira, 20 de agosto de 2012

CHAMEM A POLÍCIA!!!

O Inter foi a campo modificado, Fernandão escalou 2 centroavantes e Forlan no meio de campo. A partida de longe foi brilhante pelo lado do time colorado, mas o que nenhum torcedor esperava, foi a grande ajuda do senhor Nielson Nogueira Dias, "árbitro" do jogo que literalmente inventou um pênalti aos paulistas.


O jogo foi truncado e parelho desde o começo, os sistemas defensivos foram dominantes na maior parte do confronto. A Academia do Povo saiu na frente após o gol de Juan aos 29 minutos do segundo tempo, a partida estava controlada pelo Inter, a Portuguesa pouco conseguia criar no ataque e o Maior do Sul estava dominando o jogo.

Os cerca de mil colorados presentes no Canindé festejavam a vitória parcial, até que o árbitro inventou uma falta de Índio dentro da área e Marcelo Cordeiro empatou aos 36minutos.

A partir do empate o jogo foi bagunçado, com momentos de um legítimo futebol e arbitragem de várzea, mas o resultado permaneceu empatado até o final. O próximo jogo do time alvi-rubro é o clássico Gre-Nal no fim de semana.

PORTUGUESA 1 X 1 INTER

PORTUGUESA: Dida; Ivan (Diego Viana), Gustavo, Valdomiro e Marcelo Cordeiro; Ferdinando, Moisés, Léo Silva e Boquita; Ananias e Bruno Mineiro.
Técnico: Geninho.

Inter: Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Ygor (Jajá), Guiñazu, Elton (Juan) e Forlán; Rafael Moura (Fred) e Leandro Damião.
Técnico: Fernandão.

Gols: Juan (I), aos 29, e Marcelo Cordeiro (P), aos 36 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Elton (I), Bruno Mineiro (P), Rafael Moura (I), Valdomiro (P), Ygor (I), Boquita (P), Guiñazu (I), Ferdinando (P) e Índio (I).
Arbitragem: Nielson Nogueira Dias (PE), auxiliado por Fábio Pereira (TO) e Guilherme Dias Camilo (MG).

Foto: Alexandre Lops
Fonte: www.scinternacional.net




sexta-feira, 17 de agosto de 2012

APÓS DEIXAR G-4 ESCAPAR, INTER "IMPÕE" OBRIGAÇÃO DE VITÓRIA CONTRA A LUSA


Segundo vice de futebol Luciano Davi, a responsabilidade aumenta depois de derrota em rodada de resultados paralelos favoráveis


O recado é claro e vem do homem forte do futebol do Inter. Vencer a Portuguesa, no próximo domingo, virou "obrigação" para o clube gaúcho. Mesmo que a partida seja no Canindé, a urgência da vitória ganhou tons mais fortes após a derrota para o Corinthians, na noite de quinta-feira, numa rodada em que todos os clubes que estão à frente do Colorado acabaram tropeçando.

Os resultados favoráveis começaram na quarta-feira. O líder Atlético-MG empatou fora de casa com o Atlético-GO, vice-lanterna. O Fluminense também empatou com o Cruzeiro, em Minas Gerais. Adversário direto pela quarta vaga no pelotão de frente, o Grêmio foi surpreendido pela Portuguesa no Olímpico e ficou ao alcance. Nesta quinta, o Vasco empatou com o Coritiba em São Januário. Bastava o Inter vencer para, além de passar o maior rival e ingressar no G-4, diminuir a diferença para os três primeiros colocados. Os gaúchos seguem em quinto na tabela do Brasileirão, com 30 pontos.

- A responsabilidade acaba sendo maior, até porque todos os placares foram positivos para nós, mas o Inter não soube aproveitar esse momento, poderia estar na quarta colocação no campeonato - lamenta o vice-presidente de futebol Luciano Davi. - Temos a obrigação de fazer um resultado positivo contra a Portuguesa. O Inter precisa vencer o jogo.

No entanto, o Inter que não espere facilidades diante da equipe de Geninho. A vitória sobre o Grêmio no Olímpico passa longe do mero acaso. A Lusa está há sete jogos sem perder, numa campanha de recuperação e já se encontra na 11ª colocação, com 21 pontos. Cauteloso, Fernandão encheu o próximo rival de elogios e prometeu aproveitar os próximos treinos para estudá-lo.


- É uma equipe com capacidade, organizada, sabe explorar bem as qualidades dos jogadores. A gente vai tentar amanhã ou sábado fazer com que neutralize os pontos fortes da Portuguesa - avisou.

O Inter volta aos treinos na tarde desta sexta-feira, em São Paulo. Para enfrentar a Portuguesa no domingo, há o desfalque certo de Dátolo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Já o volante Ygor retorna após cumprir suspensão automática. Guiñazu, Forlán e Leandro Damião retornam de suas respectivas seleções. Por fim, Juan, pode ficar no banco e enfim estrear.

Fonte: www.globoesporte.com



INTER PERDE PARA O CORINTHIANS E CONTINUA FORA DO G-4


Recheado de reservas, Inter e Corinthians protagonizaram um dos jogos mais chatos do campeonato Brasileiro 2012. Foi uma partida fechada, sem chances de gols para ambos os times, e foi no detalhe, assim como na Libertadores contra o Fluminense, a bola parada mais uma vez deu ao Inter uma derrota na bagagem.

O gol paulista saiu em um lance de bola parada, aos 23min do segundo tempo, Paulo André marcou de cabeça o gol que quebrou a invencibilidade de sete jogos de Fernandão à frente do time.

O Colorado segue na quinta colocação, com 30 pontos, a um de distância do G-4. Neste domingo, às 18h30, volta a atuar em São Paulo, desta vez contra a Portuguesa, no Canindé.

CORINTHIANS 1 X 0 INTER

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos (Marquinhos); Ralf, William Arão, Douglas e Danilo; Martínez (Denner) e Adílson (Giovanni). Técnico: Tite.

INTER: Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Fabrício; Josimar, Elton, Fred (Dátolo), Kleber (Mike); Jajá (Lucas Lima) e Rafael Moura. Técnico: Fernandão.

Gol: Paulo André (23/2º);
Cartões amarelos: Paulo André, Martínez; Elton, Dátolo.
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO).

Foto: Alexandre Lops
Fonte: www.scinternacional.net